Menu

Descartar medicamento no vaso ou lixo contamina o meio ambiente e causa intoxicação

É muito comum a pessoa que fez uso de algum medicamento não saber o que fazer com os comprimidos que sobraram. Muitos guardam por anos a sobra dos remédios em casa; outros preferem jogar fora em privadas ou lixo doméstico. Mas é preciso cuidado para que o descarte seja feito de forma correta, evitando contaminação do meio ambiente e até intoxicação humana e animal.

Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

A presidente do Conselho de Farmácia, Yula Merola, informa que farmácias, drogarias e centros de saúde da prefeitura de Belo Horizonte recebem medicamentos utilizados parcialmente.

"É um produto químico (...), então se a gente colocar tanto no nosso lixo comum, quanto no vaso sanitário, ele vai para o meio ambiente, ele pode contaminar", alerta.

Merola ainda atenta para os riscos do reaproveitamento de medicamento com a automedicação. "A gente tem que saber que medicamento é para a pessoa certa no tratamento certo".

A gerente de assistência farmacêutica da prefeitura de belo horizonte, Ana Emília Auagi, explica que os medicamentos devolvidos são incinerados e não podem ser reaproveitados.

"A gente incinera esses medicamentos, justamente pensando na saúde da população e no meio ambiente".

Com Itatiaia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados