Menu

Inscrição do Minha Casa, Minha vida começa com atraso e confusão em Sete Lagoas

A demora na entrega do material utilizado para a inscrição do Minha Casa, Minha Vida, pela gráfica responsável, segundo a secretária de Assistência Social, causou confusão no primeiro dia de inscrição do programa em Sete Lagoas. O problema aconteceu no CAAS da rua Floriano Peixoto no centro onde várias pessoas dormiram na fila e esperavam ser atendidas no início da manhã desta segunda-feira, 18.

Secretária se desculpou pela demora no início das inscrições / Foto: Marcelo PaivaSecretária se desculpou pela demora no início das inscrições / Foto: Marcelo Paiva

Por causa do atraso na entrega do material de inscrição senhas foram distribuídas para que a confusão não aumentasse. A papelada só apareceu no meio da manhã e as senhas começaram a ser chamadas apenas às 11hs.

A secretária Selma Pontelo Canabrava se desculpou com os interessados e pediu paciência justificando o atraso do material para a demora no atendimento. “Tivemos um problema com a chegada do material que aconteceu só agora, pedimos só mais um pouco de paciência que os atendimentos começarão rapidamente”, disse.

Unidade estava lotada por pessoas que buscavam se inscrever no programa / Foto: Marcelo PaivaUnidade estava lotada por pessoas que buscavam se inscrever no programa / Foto: Marcelo Paiva

Ainda segundo Selma o problema foi localizado no CAAS da região central porque a unidade foi a última a receber o material. “Nos outros locais de inscrição não tivemos problemas e o atendimento está normal”, garante.

Nair de Carvalho, moradora do bairro Interlagos, estava na fila desde cedo e, sem a documentação necessária, reclamou da falta de informação. “Fiz inscrição nos outros programas, mas não consegui. Ainda não sei qual a documentação”, afirmou a dona de casa que não levou nenhum dos documentos necessários. 

A secretária pede que as pessoas se informem nos meios de comunicação sobre os documentos exigidos para a inscrição para que as pessoas não percam a viagem. “É importante que as pessoas saibam todos os requisitos exigidos pela Caixa antes de buscarem a inscrição”, finaliza. Como ficou sem senha para o atendimento desta segunda, Nair foi orientada a voltar na terça-feira, 19.

As inscrições acontecem até o próximo dia 1 de março. A seleção das famílias que serão beneficiadas com o programa é de responsabilidade da Caixa Econômica Federal, CEF, gestora do programa. A Prefeitura apenas recebe as inscrições e repassa ao banco para análise da documentação.

Por Marcelo Paiva




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados