Menu

Pessoas que ficaram de fora da seleção do Minha Casa Minha Vida protestaram durante sorteio

Apesar de o clima ser de felicidade para quem foi selecionado e conheceu o endereço onde vai morar no residencial Dona Sílvia, do lado de fora do ginásio Vinício Dias Avelar, quem ficou de fora da seleção protestou durante o sorteio realizado, nesta terça-feira, 11. Um grupo de aproximadamente 20 mulheres algumas grávidas e outras com crianças de colo questionaram o fato de terem sido barradas na entrada do local do sorteio.

Grupo que foi barrado no sorteio do Minha Casa Minha Vida / Foto: Marcelo PaivaGrupo que foi barrado no sorteio do Minha Casa Minha Vida / Foto: Marcelo Paiva

A justificativa de quem controlava a entrada das pessoas ao local do sorteio era que a orientação recebida foi de deixar entrar apenas quem tivesse com a carta de convocação enviada pela prefeitura. “Isso (o sorteio) não é público, porque não deixam a gente entrar? Estão tratando a gente como cachorro”, reclamou uma mulher com um bebê de um ano nos braços.

Um representante da prefeitura foi até a entrada do ginásio para ouvir as queixas e conversar com quem não foi autorizado a entrar. Depois de escutar as reivindicações, o servidor prometeu atenção com a situação de quem se inscreveu no programa, mas não foi selecionado. As reclamações foram repassadas à secretaria de Assistência Social, responsável por gerir o Minha Casa Minha Vida na cidade.



Por Marcelo Paiva




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados