Menu

CAPS-ad será inaugurado nesta segunda, 12, com capacidade para cerca de 190 pacientes por mês

A entrega do novo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (CAPS ad) está prevista para esta segunda-feira 12. A expectativa, por parte da secretaria de Saúde, é que a unidade revolucione o atendimento à saúde mental e possibilite o tratamento de qualidade aos dependentes químicos (álcool e drogas) em Sete Lagoas.

Com a inauguração do CAPS ad os usuários que recebiam tratamento na Saúde Mental Adulto e, quando necessário em Belo Horizonte, passarão a ser atendidos na nova unidade. Uma equipe multidisciplinar já está preparada para oferecer todo atendimento necessário a esses pacientes.

Unidade será inaugurada nesta segunda, 12 / Foto: DivulgaçãoUnidade será inaugurada nesta segunda, 12 / Foto: Divulgação

Com investimentos superiores a seiscentos mil reais, a nova unidade foi erguida no bairro Jardim Europa. De acordo com o Prefeito de Sete Lagoas, Marcio Reinaldo, esse é um sonho antigo dos sete-lagoanos.

“A inauguração dessa unidade será um marco para a cidade. Vamos resolver essa grande lacuna que vivemos na área assistencial que é voltada para o atendimento aos usuários de drogas e seus familiares. Hoje não temos uma unidade de referência para a realização desse atendimento, daí a necessidade e importância do CAPS AD para a cidade”, destaca o prefeito.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

O Secretário de Saúde e Gestor do SUS/SL, Breno Simões, está otimista com a inauguração da nova unidade. “Com esse Centro, vamos garantir atendimento especializado e humanizado aos dependentes químicos, incluindo os usuários de crack e outras drogas que estão aparecendo no mercado”.

O secretário ressaltou ainda que “o CAPS AD vai oferecer às pessoas dependentes ou em uso prejudicial de álcool e outras drogas um tratamento multiprofissional, contribuindo para a sua reinserção social”.

A Superintendente de Apoio Técnico de Redes Assistenciais, Patrícia Paiva Moreira, conta que o CAPSad de Sete Lagoas terá capacidade de atender 190 pacientes por mês, além de grupos terapêuticos todos os meses, dando suporte não só aos pacientes como também a seus familiares.

“A oferta do serviço evita internações recorrentes, deixando os leitos hospitalares psiquiátricos para os casos de urgência que extrapolem a complexidade do CAPS”, destaca.

Como vai funcionar:

O CAPS ad oferece um serviço de saúde aberto e comunitário do SUS, sendo um lugar de referência e tratamento para pessoas que apresentam dependência química (álcool e drogas) cuja severidade e/ou persistência justifique sua permanência em tratamento que pode ser: Intensivo: acompanhamento diário com equipe multidisciplinar; Semi-intensivo: acompanhamento entre 2 ou 3 vezes por semana e grupos terapêuticos e Não-intensivo: acompanhamento ambulatorial e grupos terapêuticos.

A prática da reabilitação psicossocial a fim de reintegrar e reinserir o paciente em seu contexto social é o objetivo do CAPS ad que trabalha principalmente com a prevenção e gerenciamento dos recursos sociais destinados aos dependentes químicos.

Para isso conta com uma equipe multidisciplinar composta por: psiquiatra, clínico geral, 4 psicólogos, 2 assistentes sociais, 2 atendentes de portaria, 1 auxiliar administrativo, 2 auxiliares de serviços gerais, 2 enfermeiros, 3 técnicos de enfermagem, 2 monitores de oficinas terapêuticas, 2 terapeutas ocupacionais e um farmacêutico. A unidade será coordenada pela gerente Alessandra D’Amato Horta.

O CAPS AD irá funcionar de segunda a sexta-feira, de 7h às 17h, na Rua Milão, número 15, bairro Jardim Europa.

Com informações ASCOM Saúde.

 




Publicidade
Publicidade

Comentários   

Gustavo Henrique
0 #3 Gustavo Henrique 12-05-2014 09:22
Mais uma grande iniciativa da administração municipal de Sete Lagoas. Bom saber que o dinheiro dos impostos estão sendo bem empregados em nossa cidade.
Citar
Marcelo Ferreira
+7 #2 Marcelo Ferreira 07-05-2014 00:33
Terapia transpessoal seria uma boa, paralela com a convencional.
Citar
Izabela Pacheco
+19 #1 Izabela Pacheco 06-05-2014 15:55
Pena que todos os funcionários foram escolhidos pelo prefeito, e não por um processo seletivo sem peixada.
Como sempre as indicações do prefeito, como, irmã, cunhada, prima, nora, vizinha, prevalece.
VERGONHA!
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar