Menu

Desenvolvimento de ações contra drogas é tema de reunião com prefeito

Preocupado com o aumento da dependência química, que, além do dependente, leva a família a sofrer sérias consequências, o município está buscando incrementar as políticas públicas sobre drogas. O assunto foi tratado nessa quarta-feira (19), no gabinete do prefeito Leone Maciel, e contou com a presença da subsecretária estadual de Políticas Antidrogas de Minas Gerais, Patrícia Magalhães Rocha, e autoridades.

De acordo com o prefeito, o encontro teve como objetivo incrementar a política sobre drogas na cidade. “Para mim é motivo de alegria receber essas pessoas na busca de ações plausíveis, no tocante às políticas antidrogas. Tive a honra de, quando fui prefeito pela primeira vez, implantar a Superintendência Municipal Antidrogas (SUMAD) em Sete Lagoas, hoje um grande instrumento de apoio às famílias de dependentes químicos e a esses dependentes na busca pelo tratamento”, destacou.

Nos próximos dias serão definidas as datas das ações que serão desenvolvidas na cidade, com intuito de mobilizar a sociedade / Foto: Ascom PMSLNos próximos dias serão definidas as datas das ações que serão desenvolvidas na cidade, com intuito de mobilizar a sociedade / Foto: Ascom PMSL

Programa Crack: é possível vencer

A subsecretária Patrícia Magalhães destacou o programa “Crack: é possível vencer”, com apoio do Governo Federal. “Sete Lagoas tem um olhar diferenciado para as políticas públicas de combate às drogas. Diante disso, estamos aqui hoje elaborando um calendário de ações dentro desse programa do Governo Federal em apoio aos municípios que receberam equipamentos para desenvolver essas ações, mas muitos deles não atuaram de forma efetiva”, disse.

Na oportunidade também foi apresentada uma proposta para o desenvolvimento de ações integradas no município. “Teremos que reativar o comitê antidrogas e criar um grupo permanente junto com as secretarias, Sumad e os órgãos e entidades ligados a essas políticas. Com o Programa de Abordagem Regionalizada, o PAR, vamos criar uma rede de informações e incrementar o Centro de Referência Álcool e Drogas, com o governo bancando o treinamento aos representantes dos órgãos”, enfatizou Patrícia.

Nos próximos dias serão definidas as datas das ações que serão desenvolvidas na cidade, com intuito de mobilizar a sociedade. Também participaram da reunião os secretários municipais Wagner Augusto Oliveira (Segurança, Transporte e Trânsito) e Gutemberg Ferreira (Educação), os vereadores Gislene Inocêncio e Milton Martins, o coronel da Polícia Militar Reinam e representantes das secretarias de Saúde e Ação Social, além de entidades e órgãos ligados ao combate à dependência química.


Da Redação com Ascom PMSL



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar