Menu

Inspiração: estudante de Sete Lagoas homenageia professor com desenho

O que a escola representa para você? Instigante, a pergunta mexeu com a imaginação dos alunos da Escola Estadual Ruth Brandão de Azeredo, que deveriam respondê-la por meio de desenho, durante dinâmica realizada na Semana Escola em Movimento.

Caricatura do vice-diretor e professor de Geografia, Washington Eloi Francisco / Foto: Divulgação Caricatura do vice-diretor e professor de Geografia, Washington Eloi Francisco / Foto: Divulgação

Os traços nas folhas de papel ofício retrataram opiniões diversas e renderam uma homenagem surpresa: o estudante Gustavo Ryan, do 2º ano do Ensino Médio, desenhou uma caricatura do vice-diretor e professor de Geografia, Washington Eloi Francisco. “Ele é uma inspiração para todos os alunos. Incentiva, interage e compreende a nossa linguagem. Está sempre animado a desenvolver projetos, campeonatos, além de atividades para tornar os sábados letivos mais prazerosos. Nunca imaginei que veria tantas coisas acontecendo e dando certo na escola. Sempre vi a escola como um lugar chato e era até começar a estudar aqui”, comenta Gustavo.

Localizada em Sete Lagoas, a instituição de ensino conta, no total, com 420 alunos dos três anos do Ensino Médio. Segundo Gustavo, a relação com o professor é reforçada por gostos comuns e discussões que extrapolam assuntos relativos à Geografia. “Chamo-o de amigo e tenho que agradecê-lo pela parceria. Nós conversamos sobre música, filmes, histórias em quadrinhos. Acredito que pessoas como ele fazem o mundo melhor, por isso o Washington representa a escola para mim, que considero a melhor do mundo”, afirma.

Antenado ao universo juvenil e preocupado em tornar o espaço escolar um ambiente mais atrativo para os estudantes, Washington Eloi Francisco conta que se surpreendeu com o desenho. “Foi muito legal e fiquei muito feliz com a homenagem. Quando um aluno diz que se inspira em você, é sinal de que está trilhando o caminho correto e que seu esforço está surtindo efeito. Fico o dia inteiro na escola, extrapolo minha jornada, pois eu gosto daqui. Eles percebem que estamos na escola por prazer e isso reflete nas experiências que vivenciam na instituição”, diz o vice-diretor.

Lembrando que os resultados positivos são fruto do trabalho conjunto de toda comunidade escolar, Washington afirma que a relação com os discentes é marcada por muito respeito e confiança. “Sempre acreditei que quando entro em sala de aula, seja onde for, devo sair com a sensação de ter ministrado a melhor aula de Geografia que os alunos poderiam ter na vida. Esta é a primeira forma de mostrar respeito a eles, ou seja, o de ser um profissional comprometido a ser competente. Depois, é só demonstrar que você também faz coisas comuns e do interesse deles ou que, no mínimo, geram uma boa discussão”.

O entrosamento com os estudantes é percebido em diversos momentos, principalmente no início das aulas e na volta do intervalo /  Foto: Washington Eloi   O entrosamento com os estudantes é percebido em diversos momentos, principalmente no início das aulas e na volta do intervalo / Foto: Washington Eloi

O entrosamento com os estudantes é percebido em diversos momentos, principalmente no início das aulas e na volta do intervalo. Com sabres de luz da saga Star Wars, que são espadas retráteis utilizadas nos combates entre as ordens Jedi e Sith da clássica produção de Geoge Lucas, o professor convoca-os para as salas. “Quando passei a trabalhar também na parte administrativa, sabia que deveria colocar ordem quando necessário. Eles se divertem e me obedecem de uma forma muito mais natural e sem resistência. Mostro que tudo tem sua hora, que limite também é fundamental”, conta. Na foto retratada por Gustavo Ryan, Washington está com os instrumentos, que também servem para descontraí-los durante as atividades escolares.

Amiga do educador há mais de 10 anos e dividindo a gestão da Escola Estadual Ruth Brandão de Azeredo, a diretora, Carla Borges, acredita que essa afinidade com os alunos deve-se ao espírito jovem e inovador de fazer educação. “Temos a preocupação de fazer da escola um lugar de conhecimento, de valores, de disciplina, mas, acima de tudo, um local onde os educandos queiram estar e sintam-se felizes. Dá certo, pois respeitamos o interesse deles e buscamos acrescentar o que é essencial para os estudos e para a vida deles”, diz.

Na dinâmica, o estudante Luiz Filipe, do 3º ano do Ensino Médio, desenhou uma árvore. “Ela representa o caminho de um estudante. O seu início é a raiz, segue por um tempo retilíneo como se fosse o tronco principal. Então, chega-se em um ponto em que temos vários galhos, que são os caminhos a seguir. Existem os galhos frágeis, que podem nos fazer cair, e os fortes e firmes, que nos trazem bons frutos. O caminho pelos estudos é o mais forte e firme que podemos seguir para termos um futuro promissor”, descreve.

Escola em Movimento
Além da dinâmica “O que a escola representa para você?”, os jovens participaram de rodas de conversas e de atividades artísticas. “Analisamos e discutimos os resultados das avaliações externas e abrimos espaço para opinarem sobre a escola, a importância de estudar e sugerirem melhorias para a instituição. Foi um momento para o diálogo e a reflexão”, destaca o vice-diretor.

A importância do trabalho em grupo foi um dos temas discutidos com os discentes. “Compreendi que atuar em grupo é importante para viver em sociedade e um dos pontos fundamentais para dar-se bem no mercado de trabalho. Quando aprendemos a lidar e a respeitar as opiniões dos colegas, ficamos mais fortalecidos para tomar decisões”, comenta Bruna de Paula, aluna do 3º ano do Ensino Médio.

Luane Martins, do 2º ano do Ensino Médio, conta que a conversa com os professores, os gestores escolares e os demais estudantes gerou reflexões para o futuro. “Temos que encarar os estudos com seriedade. Vivemos em um país com problemas econômicos e nossa situação só mudará se continuarmos estudando e nos mantermos sempre atualizados. O que fazemos na escola é apenas a base para traçar nosso caminho”.

Promovida pela Secretaria de Estado de Educação nas escolas da rede estadual, Semana Escola em Movimento, que ocorreu entre os dias 19 e 22 de setembro, teve como objetivo proporcionar um momento de diálogo, reflexão e planejamento coletivo, a fim de empreender ações para o desenvolvimento da Educação Integral e Integrada, contribuindo para a promoção do desenvolvimento integral dos estudantes. Nos quatro dias de atividades, as instituições de ensino discutiram os processos de avaliação externa e interna realizados por meio do Sistema Mineiro de Avaliação e Equidade da Educação Pública (Simave), analisaram os resultados e planejaram ações pedagógicas.


Por William Campos Viegas / Ascom Agência Minas




Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar