Menu

Protesto em Baldim pede tratamento digno ao prefeito Zito preso na Nelson Hungria

Apoiadores do prefeito Antônio Trindade, o Zito, de Baldim, estão organizando nesta sexta-feira (9), uma manifestação cobrando de autoridades atitudes e soluções sobre a situação que Zito se encontra, não tendo condições de saúde para ficar preso na penitenciária Nelson Hungria, em Ribeirão das Neves.

 Foto: divulgação

Zito sofreu um acidente vascular cerebral na prisão em setembro de 2017, tendo sido hospitalizado durante quatro dias - isso o fez ter sequelas do lado esquerdo do corpo. Apoiadores afirmam que Zito não tem o suporte necessário para sua reabilitação dentro da prisão. Médicos particulares estão sendo pagos para cuidar de Zito.

Foi tentado pela defesa do prefeito de Baldim um pedido de prisão domiciliar para que pudesse realizar seu tratamento, que foi negado. Até grupos de direitos humanos foram acionados por pessoas ligadas à Zito para que o caso tenha o conhecimento de todos.

O Movimento Volta Zito, responsável pelo protesto, fará a mobilização a partir das 16h30 de sexta, na Pousada Moendas,seguindo em direção à praça central de Baldim e encerrando na igreja matriz. Outra mobilização será feita também na comunidade de São Vicente.  A organização espera contar com pelo menos 500 participantes.

Os apoiadores de Zito estarão com camisas estampadas com a foto do político, pedindo seu retorno e cobrando as ações para o seu tratamento de saúde.

A reportagem do SeteLagoas.com.br entrou em contato com a Secretaria de Estado de Adminstração Prisional, responsável pela penitenciária Nelson Hungria, mas até agora não obtivemos resposta.

Relembre o caso de Zito: http://setelagoas.com.br/noticias/policia/40040-prefeito-de-baldim-zito-foi-indiciado-por-pedofilia-e-desvio-de-recursos-publicos

Da redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados