Menu

Taxista há 72 anos, setelagoano é referência de longevidade

A cada canto do mundo é possível encontrar setelagoanos que são sempre um exemplo para nossa sociedade. Assim é a história do Sr. José Rosa da Silva de 92 anos, taxista há 72 anos é fundador da Cooperativa de Táxi Branco e Vermelho de São Paulo.

Foto: reprodução/ Primeiro Impacto/SBTFoto: reprodução/ Primeiro Impacto/SBT

A história do Sr. José foi contada pelo jornalista Ricardo Boechat que trabalha diariamente como âncora da BandNews FM e da Band, no Jornal da Band. Em um áudio que viralizou no WhatsApp, Boechat contou no programa da Band News sua conversa com o taxista durante a viagem até a Band.

Segundo Boechat, Sr. José tem 94 anos e está super em forma, seu carro é um luxo, ‘impecável’.  Ele  contou ao jornalista que fundou em 1974 a Coopertativa Vermelho e Branco existente em São Paulo e que transportou Juscelino kubitschek várias vezes. O taxista tem 3 filhos mora em São Paulo e é taxista a 72 anos. Mas Boechat queria mesmo saber qual a receita para longevidade. Sr. José afirmou que dança três vezes por semana, seu jantar é  banana cozida com canela e anda três km por dia, mas pra ele o mais importante é 'Se amar'.  "Obrigado meu querido José Rosa da Silva de Sete Lagoas, Minas Gerais. Uma maravilha, um exemplo de brasileiro", afirmou Boechat.

A redação do SeteLagoas.com.br pesquisou e encontrou uma reportagem com o táxista José Rosa da Silva, no  programa Primeiro Impacto do SBT . Na reportagem é possível perceber que o bom humor e energia são fundamentais para a vitalidade do taxista mais velho de idade e profissão do país. 

 

Sarah Carvalho




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados