Menu

Projeto da Prefeitura reduz demanda reprimida para atendimentos em saúde bucal

O secretário Municipal de Saúde Magnus Eduardo Oliveira da Silva e a referência técnica do serviço de Saúde Bucal da Atenção Secundária à Saúde de Sete Lagoas, Mercionara Machado Toledo foram convidados a apresentar, no 34° Congresso Nacional dos Secretários Municipais de Saúde, um projeto que melhorou o acesso do usuário ao Centro Especializado em Odontologia – CEO de Sete Lagoas.

Foto: Ascom SaúdeFoto: Ascom Saúde

O Congresso, organizado pelo CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), aconteceu em Belém, no Pará, entre os dias 25 e 27 de julho. O projeto setelagoano foi selecionado entre dezenas de iniciativas apresentadas ao CONSEMS-MG para ser apresentado a nível nacional. “Fomos convidados a apresentar essa experiência exitosa no stand de Minas Gerais durante o Congresso. Ele serve para que essas boas iniciativas sejam multiplicadas e possam servir de modelo para serem implantados em outros municípios que vivenciam situações semelhantes”, explica o secretário Magnus Eduardo.

O projeto desenvolvido pela Prefeitura de Sete Lagoas consistiu na reorganização do serviço especializado de saúde bucal com o objetivo de reduzir a demanda reprimida de atendimentos no CEO e, ainda, diminuir o nível de absenteísmo, ou seja, os pacientes que tinham horário marcado e não compareciam às consultas.

Mercionara explica que, antes da implantação do projeto, o CEO funcionava das sete da manhã às quatro da tarde. Com isso, muitos pacientes que não conseguiam sair do trabalho para comparecer às consultas, acabavam faltando. “Aí vinha um efeito cascata. O paciente falta, a demanda reprimida aumenta e o profissional fica ocioso”, explica a RT.

O projeto desenvolvido por ela e sua equipe consiste no aumento do horário do atendimento do CEO, que atualmente vai até as 20h, e também na contratação de mais uma equipe composta por um endodontista, dois cirurgiões, quatro auxiliares e um atendente de portaria. “Foi realizado um estudo de impacto econômico, mas vimos que seria possível arcar com esse aumento porque, melhorando nossos indicadores, temos condições de conseguir mais repasses para o serviço. Com isso, houve uma redução de 43% nas faltas de pacientes, que agora podem se programar para esse compromisso após o expediente. A demanda reprimida também foi reduzida em quase 50% pois aumentamos o número de procedimentos, especialmente os cirúrgicos e de endodontia”, conta Mercionara.

O serviço de saúde bucal da atenção básica também recebeu investimentos. “Quando assumimos, em Janeiro de 2017, das 21 equipes de saúde bucal de proteção básica, só tinham 9 equipes completas. Então a primeira coisa que fizemos foi ajustar as equipes. Mas na atenção secundária o serviço ainda estava sobrecarregado e essa reformulação foi fundamental para reduzir a demanda reprimida e ampliar o acesso da população aos serviços especializados”, afirma o secretário.

CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS

O CEO de Sete Lagoas atende a pacientes do município e de mais 23 cidades da região. No local, os pacientes têm acesso a diversas especialidades como cirurgia, tratamento de canal, próteses e periodontia. Também há atendimentos a pacientes com necessidades especiais e em odontopediatria. “E apesar do projeto, inicialmente, prever apenas atendimento cirúrgico no período da noite, partiu dos próprios profissionais da equipe a iniciativa de reorganizarem suas agendas nos consultórios particulares para que pudessem atender no CEO no período da noite”, afirma Mercionara.

O CEO funciona na Rua Dr. Alencar Bento Cunha, 234, no bairro Progresso. No entanto, os pacientes que precisam de atendimento especializado, não devem se dirigir diretamente à unidade. Por se tratar de um centro de atendimento especializado, da atenção secundária, recebe apenas pacientes encaminhados das unidades básicas de saúde.

Com Ascom Saúde




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados