Menu

Unidade de acolhimento da Secretaria de Assistência Social é referência em Minas Gerais

A Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, recebeu um grupo de educadores na unidade de acolhimento que atende crianças em situação de risco. A visita foi uma indicação da promotora de Justiça, Simone Belezia, em função do município ser referência neste tipo de atendimento.

Foto: PMSL / Equipe Assistência SocialFoto: PMSL / Equipe Assistência Social

Os 14 educadores são da fundação José Hilário de Souza (FUNJOHS) e, juntamente, com o secretário municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Paulo França, e a coordenadora do núcleo de acolhimento, Viviane Pereira, e sua equipe foram ver de perto coma a administração trata os assistidos. “Foi um momento de trocar conhecimento. É gratificante saber que nosso trabalho em defesa dessas crianças virou referência para outros municípios”, comemora Paulo França.

O grupo de educadores de Pedro Leopoldo foi coordenado por Rose Maria Rosely dos Anjos. A unidade de acolhimento recebe crianças de 0 a 12 anos que, de alguma maneira, perderam o vínculo familiar por várias questões como abandono, abuso, ameaças ou falta de um lar.

Com AsCom PMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados