Menu

Saiba quais instituições de ensino superior em Sete Lagoas são credenciadas pelo MEC

Escolher uma instituição de ensino superior apenas pelo preço ou pelo curso pode causar sérios problemas futuros. Casos de faculdades em situações irregulares ou criminosas podem acabar com o sonho de um estudante, deixando-o até sem o diploma de graduação ou pós-graduação. Para evitar que isso ocorra, antes de iniciar um curso, é imprescindível verificar se a unidade obedece os critérios de funcionamento exigidos pelo Ministério da Educação (MEC).

O Brasil possui 2.407 instituições de educação superior de acordo com o INEP/ Foto: reprodução internetO Brasil possui 2.407 instituições de educação superior de acordo com o INEP/ Foto: reprodução internet

De acordo com dados do último censo educacional de 2016 do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Brasil (INEP), o Brasil possui 2.407 instituições de educação superior, sendo 2.111 privadas e 296 públicas. Dentre as públicas, 107 são federais, 123 estaduais e 66 municipais.

Sete Lagoas

Em Sete Lagoas 34 instituições de ensino superior (incluindo a distância) são credenciadas pelo MEC. Destas 34: 11 são centros universitátios; 14 são faculdades e 9 são universidades.

Confira as instituições credenciadas:

  1. Centro Universitário Campos de Andrade - UNIANDRADE
  2. Centro Universitário Cenecista de Osório - UNICNEC
  3. Centro Universitário de Brasília - UNICEUB
  4. Centro Universitário de Maringá - UNICESUMAR
  5. Centro Universitário de Sete Lagoas - UNIFEMM
  6. Centro Universitário FAVIP WYDEN - UNIFAVIP WYDEN
  7. Centro Universitário Internacional - UNINTER
  8. Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
  9. Centro Universitário Newton Paiva - NEWTON PAIVA
  10. Centro Universitário Una de Bom Despacho - UNA
  11. Centro Universitário Una - UNA
  12. Escola Superior Aberta do Brasil - ESAB
  13. Faculdade Atenas Sete Lagoas
  14. Faculdade Cenecista de Sete Lagoas - FCSL
  15. Faculdade Ciências da Vida - FCV
  16. Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Santo Agostinho - FACISA
  17. Faculdade de Direito Santo Agostinho - FADISA
  18. Faculdade Dom Alberto - FDA
  19. Faculdade Presidente JK - FACULDADE JK
  20. Faculdade Promove de Sete Lagoas - FSLMG
  21. Faculdade Santo Agostinho de Sete Lagoas - FASASETE
  22. Faculdade Senac Florianópolis - SENAC FLORIANÓPOLIS
  23. Faculdade Setelagoana de Ciências Gerenciais - FASCIG
  24. Faculdade de Sete Lagoas - FACSETE
  25. Faculdade Una de Sete Lagoas - UNASET
  26. Universidade Anhembi Morumbi - UAM
  27. Universidade Brasil
  28. Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
  29. Universidade Federal de Lavras - UFLA
  30. Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP
  31. Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ
  32. Universidade Paulista - UNIP
  33. Universidade Pitágoras - UNOPAR
  34. Universidade Universus Veritas Guarulhos - UNIVERITAS UNG

Credenciamento

Por lei, as faculdades, universidades e os centros universitários devem ser credenciados pelo MEC. Instituições que não possuem a permissão não podem oferecer nenhum tipo de curso superior, de graduação ou pós-graduação lato sensu, muito menos um diploma. Caso o estudante ingresse em uma sem essa regularidade, não conseguirá obter o certificado ou receberá um que não seja válido. A conferência é fácil e pode ser feita por qualquer pessoa no sistema e-MEC. Basta ter os dados da instituição.

Mesmo as que são corretamente cadastradas passam por recredenciamento periódico. Faculdades e centros universitários passam pelo processo de revisão geralmente a cada três ou cinco anos. Já no caso de universidades, a avaliação é repetida entre cinco e dez anos. Por isso, mesmo que uma instituição já funcione há muitos anos, é preciso ficar atento e verificar como anda sua situação junto ao MEC.

Em Sete Lagoas 34 instituições de ensino superior são credenciadas pelo MEC/ Foto ilustrativa: EBCEm Sete Lagoas 34 instituições de ensino superior são credenciadas pelo MEC/ Foto ilustrativa: EBC

Exceção

Ao contrário das faculdades, universidades e centros universitários credenciados não necessitam de autorização prévia do MEC para abrir cursos superiores em seu município sede. Mas é necessário informar o órgão no prazo de 60 dias, para que o curso seja supervisionado, avaliado e reconhecido. A exceção é a abertura dos cursos de Medicina, Odontologia, Psicologia, Enfermagem e Direito. Nesses casos, a Secretaria de Educação Superior do ministério solicita primeiro a manifestação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e do Conselho Nacional de Saúde.

Cursos presenciais ou a distância

No caso do ensino presencial, é necessário que o aluno compareça em, pelo menos, 75% das aulas e em todas as avaliações. Já no ensino a distância, todo o curso deve ocorrer com o auxílio de material impresso, meios como internet e televisão, e avaliações periódicas.

Cursos livres

As instituições de ensino superior não credenciadas até podem ofertar cursos livres, emitindo apenas o certificado de participação. Nesse caso, está vedada a emissão de diplomas, impossibilitando o aproveitamento em cursos superiores.

Compra de diploma

Quem adquire diploma de maneira ilegal, por meio da compra do documento, sem ter feito o curso, pode responder criminalmente. De acordo com o Código Penal, quem falsificar ou adulterar documento público, todo ou em parte, pode ser condenado a prisão por dois a seis anos e ao pagamento de multa. Quem usa o documento também é punido. O estudante pode fazer uma denúncia por meio do Fale Conosco do portal do MEC ou pelo número 0800-616161. Além disso, o Procon local ou o Ministério Público Federal podem ser acionados.

Nubya Oliveira com MEC e INEP




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados