Menu

Sistema que controla fluxos na secretaria de Saúde é apresentado em audiência na Câmara de Sete Lagoas

Gestão, transparência e economia. Essas foram as palavras mais usadas pelo secretário municipal de Saúde, Magnus Silva, na abertura da Audiência Pública que apresentou o processo de informatização dos fluxos da pasta, que é uma das mais demandadas do Executivo. A sessão foi requerida e presidida pelo presidente do Legislativo, Cláudio Caramelo (PRB).

O sistema foi apresentado na Câmara de Sete Lagoas/ Foto: Ascom CMSL

O evento foi solicitado pelo próprio secretário para que a Câmara Municipal e coordenadores da secretaria tomassem conhecimento dos avanços conquistados pelo departamento de Tecnologia da Informação (TI) nos últimos anos. Para Magnus, a informatização foi “parte fundamental para tomada de decisão”.

O secretário de Planejamento, Orçamento, Tecnologia e Comunicação, Adílson Lustosa e o subsecretário, Fernando Almeida fizeram uma apresentação e mostraram fotos do “antes e depois” da sala de servidores da Prefeitura. “A gente não via o município dando importância para a informatização. Quem tem um negócio, por menor que seja, que não tem um computador para organizar suas informações? Não tinha controle de organização de fluxo”, lamentou Adílson.

A implantação e atualização dos sistemas em andamento, de acordo com Magnus, acontece de forma gradativa nas mais de 50 unidades de saúde. “A informatização traz transparência para mais economia e eficiência do sistema. O usuário será beneficiado na sua plenitude porque será único em qualquer lugar da cidade”, falou em referência ao prontuário eletrônico que está em uso.

O processo de informatização no nível que acontece hoje foi iniciado em 2017 e não tem data para ser concluído, admite Adílson. “A informatização de uma empresa deste tamanho é impossível com menos de dois anos. É difícil fazer em uma administração”, reconheceu antes de informar que “vamos publicar 90% dos fluxos dos departamentos do município. O cidadão vai ter acesso a todos os trâmites”. A medida será efetivada até dezembro e vai possibilitar mais transparência para a população.

Com as ferramentas a gestão consegue acompanhar absolutamente todos os dados de consultas, procedimentos e atendimentos. Foi apresentada a informação de que existem 60 mil encaminhamentos para serem marcados. “E isso não é de muito tempo que está para ser feito. Todos os dias são criados tantos mil encaminhamentos”, explicou Adílson.

Participação dos vereadores

Depois da apresentação Caramelo (PRB) disse que “a cidade está pagando um preço alto pela escolha de um software defasado. A cidade tem muito a ganhar com essa atualização”. Milton Martins (PSC) se mostrou aliviado com relação ao fim de pacientes que furavam fila de consultas. “A gente vê que isso acabou. Passar consultas na frente, como se fazia antigamente. Com um sistema mais eficaz fica mais fácil fiscalizar”, entende.

Para o vereador Fabrício Nascimento (PRB), essa modernização dos sistemas “é uma exigência com relação à transparência e somos cobrados sobre isso pela população. Está dentro do que é esperado nesse sentido”. O vereador sugeriu que a ação possa ser expandida para todas as outras secretarias.

O vereador Marcelo Cooperseltta afirmou que a medida está “aproximando a saúde da população”. Marcelo lembrou de gestões passadas em que as pessoas pediam ajuda dos vereadores para agilizar a consulta na central de marcação. “Isso acabou, aquele jeitinho brasileiro acabou”, comemorou. E Marli de Luquinha (PSC) parabenizou o prefeito por encarar o desafio de modernizar o sistema.

Por fim, Caramelo solicitou que seja feita uma reunião para que a apresentação seja feita também para todos os vereadores. “Isso precisa ser disseminado para a cidade toda. É um avanço muito grande e precisamos divulgar o máximo possível”, pediu o presidente.

Alguns benefícios alcançados com a informatização:

- Monitoramento, em tempo real, do tempo de espera do paciente;
- Acompanhamento da produção dos médicos em cada unidade;
- Os gestores das unidades podem visualizar do celular, ou de qualquer computador, os tempos dos atendimentos;
- Implementação do prontuário eletrônico unifica todas as informações dos pacientes;
- Controle e gerenciamento da classificação de cada paciente nas unidades;
- Encaminhamento eficaz do paciente após a consulta.

Com Ascom CMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados