Menu

Época de calor exige cuidados de visitantes com animais peçonhentos em Áreas de Preservação Ambiental

Nesta época do ano, com o calor provocado pelo verão, são mais comuns relatos sobre o aparecimento de cobras e outros animais peçonhentos em diversas regiões. Recentemente, algumas cobras, como cascavel e jararacas, foram vistas na área de visitação do Parque Ecológico da Cascata, em Sete Lagoas.

Cobra resgatada pela Brigada da Serra /Foto: Reprodução Via WhatsAppCobra resgatada pela Brigada da Serra /Foto: Reprodução Via WhatsApp

De acordo com Nadab Abelin, secretário municipal de Meio Ambiente, até hoje não houve nenhum incidente envolvendo animais e visitantes. “A Serra de Santa Helena é uma Área de Preservação Ambiental (APA). É o habitat natural da diversidade da nossa fauna e flora. As pessoas são apenas visitantes e devem respeitar e preservar o meio ambiente e o ecossistema do Parque Ecológico, que está equilibrado,” destaca.

Confira algumas orientações da secretaria aos frequentadores:

- Não se deve avançar na mata e nem ultrapassar os limites estabelecidos pelas trilhas;
- É proibido nadar, pescar, usar equipamentos sonoros, churrasqueiras, tocar ou alimentar qualquer tipo de animal;
- Não se deve afugentar ou se aproximar de qualquer animal;
- Crianças devem estar sempre acompanhadas dos pais e responsáveis;
- As sinalizações fixas e as eventuais (como por exemplo o impedimento do acesso por fitas zebradas) devem ser rigorosamente respeitadas;
- É proibida a entrada de animais domésticos para não colocar em risco o equilíbrio do ecossistema.

A brigada

O secretário afirmou que a Brigada do Parque Ecológico da Cascata atende 24 horas a toda a APA e dispõe de profissionais capacitados para atendimento aos visitantes. “Contamos com uma ambulância, drones, motos, veículos e equipamentos para trabalho preventivo em prol da preservação. O Parque Ecológico é para visitação e contemplação da natureza e da maior área preservada de Sete Lagoas,” finalizou.

Segundo Anderson Favorito, um dos brigadistas que atuam no local, caso as pessoas se deparem com algum animal peçonhento, principalmente cobra, elas podem procurar a base da Brigada que fica na entrada do parque. “Nós os capturamos e os soltamos em local seguro e afastado,” enfatiza Anderson.

Cobra próximo à capela da Serra/ Foto: Reprodução Via WhatsAppCobra próximo à capela da Serra/ Foto: Reprodução Via WhatsApp

Crime
Vale ressaltar que de acordo com a legislação ambiental, é proibido matar, caçar ou ferir animais da fauna silvestre sem a devida permissão ou licença da autoridade competente. A pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa. (Artigo 29 da Lei nº 9.605).

O parque

O Parque Ecológico funciona somente às sexta-feiras, aos sábados e domingos das 8h às 17h. O Instagram do Parque também é utilizado para alertas e avisos aos visitantes.

Por Nubya Oliveira




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados