Menu

Caminhada Contra o Feminicídio atrai centenas de pessoas e marca o final de semana em Sete Lagoas

A Caminhada Contra o Feminicídio foi realizada nesse domingo (17), em Sete Lagoas. Com a presença de mulheres, homens e crianças, o evento chamou a atenção da população e das autoridades para os altos índices de violência contra as mulheres.

Centenas de pessoas participaram da passeata./ Foto: Reprodução Instagram Projeto MarinasCentenas de pessoas participaram da passeata./ Foto: Reprodução Instagram Projeto Marinas

Centenas de pessoas vestiram uma camisa branca com a frase “Não para a morte das Marina’s, Maria’s, Mulhere’s”. A passeata foi organizada por amigos e familiares de Marina Máximo, vítima de feminicídio, em dezembro de 2018, em Sete Lagoas.

Foram distribuídos apitos e balões brancos com a descrição “Parem de nos matar”. Em momento de grande emoção, os balões foram soltos sob forte aplausos e enfeitaram o céu. Algumas pessoas deram depoimentos e músicas que falavam sobre o “Projeto Marinas”, destacando a luta pela vida das mulheres foram cantadas pelo público.

Veja o vídeo do momento em que os balões foram soltos:

A concentração aconteceu por volta das 9h na Praça Tiradentes. O trajeto incluiu a passagem pela orla da Lagoa da Paulino e o encerramento foi na Praça Dom Carmelo Mota (Feirinha).

A chuva que caiu no início da manhã não impediu que as pessoas participassem da passeata. “Recebemos um público muito maior do que a gente planejou. Estávamos esperando em torno de 500 pessoas e conseguimos um público muito maior que este,” comemorou uma das organizadoras, a advogada Thalyne Ragazzi.

Segundo Thalyne, o evento superou as expectativas de todos. “Estamos extremamente satisfeitos com o resultado de ontem (domingo)”. Ela afirma que o projeto já tem planos futuros. “Nós já temos algumas coisas em mente. A intenção é expandir. Vamos precisar de voluntários para ajudar a gente a dar continuidade ao projeto,” enfatizou.

Público contou com a presença de homens, mulheres e crianças./ Foto: Paula VelosoPúblico contou com a presença de homens, mulheres e crianças./ Foto: Paula Veloso

Saiba mais sobre o Projeto Marinas: @projetomarinas

Por Nubya Oliveira




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados