Menu

“O hospital hoje ficou muito pequeno e o Regional é muito importante para Sete Lagoas”, afirma Duílio de Castro

Em vídeo postado em sua página numa rede social, o prefeito de Sete Lagoas, Duílio de Castro, comentou sobre a importância da finalização da obra do Hospital Regional para a cidade. Segundo o que disse, os sete-lagoanos precisam desse novo centro de atendimento médico.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

De acordo com a fala do prefeito, reuniões estão sendo feitas a fim de viabilizar o andamento da obra. “Nós já tivemos duas reuniões na Secretaria de Estado... pressionando o Estado para que ele assuma o seu papel de concluir essa obra”, conta. Ele ainda afirma que “essa obra é uma obra o governo do Estado”, e não municipal.

Duílio comentou que as cidades de Minas Gerais que estão na lista das escolhidas para terem um Hospital Regional, não têm condição de concluir uma obra dessa magnitude, além de, também, equipar o espaço. Segundo ele, o gasto deve girar em torno de R$ 50 milhões. “E ainda operacionalizar, que é pior, é o custo maior”, afirma.

O prefeito se comprometeu a continuar pressionando o Estado para que a obra seja retomada e para que o governo de Minas cumpra o seu papel e finalize a construção.

Veja o vídeo clicando aqui.

Histórico

Atualmente, o Hospital Regional de Sete Lagoas tem 55% de sua obra executada. O serviço foi iniciado em setembro de 2010 e paralisado em 2015.

A informação é de que a obra está passando por um processo de auditoria por parte da Controladoria Geral do Estado, com o intuito de apurar eventuais irregularidades em relação a aplicação de recursos públicos.

O projeto original estima 452 vagas, divididas entre leitos, enfermaria, UTI’s e leitos semi-intesivos. Contudo, com os estudos feitos pela atual gestão estadual, podem ser realizadas mudanças nessa estrutura.

Da Redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados