Menu

Operação 'tapa buracos' é realizada em Sete Lagoas

Não se pode negar que a cidade está de “cara nova”, diversas obras estão acontecendo em Sete Lagoas dos últimos meses até aqui. Ao transitar pela cidade, pode-se deparar com vários desvios e transtornos. É que a prefeitura priorizou algumas demandas reprimidas e dentre elas, enfatizou bem a operação “Tapa Buracos”, que iniciou no dia 16 de agosto de 2019, com apenas 45 dias de trabalho sob o governo da nova gestão, que assumiu no dia 29 de maio deste ano. Até agora, já foram gastos mais de 7 mil toneladas de CBUQ (Concreto Usinado à Quente), que é o asfaltamento “à quente”, com maior durabilidade e qualidade no resultado final.

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Atendendo mais de 170 ruas até o momento, de forma integral e/ou parcial, de acordo com a necessidade, a gestão vem reconstruindo a cidade. Ruas que há mais de 20 anos a população aguardava uma solução do poder público.

A cidade de Sete Lagoas está situada em uma região de características geotécnicas onde o solo é relativamente frágil às tensões submetidas pelo tráfego de veículos, principalmente os veículos pesados e como pode ser observado, a situação se agrava nos períodos chuvosos.

O crescimento desordenado em diversos pontos da cidade, acarretou ineficiência no sistema de drenagem pluvial, e consequentemente, nesses pontos ocorrem maiores incidências de danos aos pavimentos, resultando em buracos. Contudo, além dos motivos técnicos citados acima, o maior agravante que resulta na situação atual é a falta de manutenção em todo esse tempo.

“Seja por meio de parcerias, seja por meio de recursos que vamos buscar em Brasília, mas com muito trabalho, austeridade e criatividade, vamos vencer as dificuldades e melhorar a qualidade de vida de quem utiliza o trânsito de Sete Lagoas. “ Disse o prefeito Duílio de Castro, logo no início dos trabalhos. Os buracos, além de propiciar a ocorrência de acidentes, danificam os veículos, impedem a fluidez no trânsito, além de armazenar água das chuvas, aumentando focos de reprodução do mosquito causador da Dengue.

A operação

A operação Tapa Buracos em Sete Lagoas, segue como orientação os parâmetros da SUDECAP- Superintendência de Desenvolvimento da Capital, que estabelece diversos processos executivos no setor de Engenharia e é referencia não só no estado de Minas Gerais como em todo Brasil. O manual prático para Operação Tapa Buracos foi desenvolvido para que os reparos tenham maior durabilidade.

O manual estabelece técnicas de reparações do revestimento asfáltico, imprimação (material líquido, que serve de camada ligante entre o chão e o revestimento), além de técnicas de compactação da massa asfáltica, que poderá ser com placa vibratória ou rolo compressor.

Até o momento, pode-se evidenciar a contemplação dos seguintes bairros e ruas:

Bairro Progresso:

R. Visconde do Rio das Velhas
R. Boa Ventura Reis
R. São Geraldo
R. Antônio Celso Chaves
R. Xingu
R. São João
R. São Pedro
R. Rio Jequitaí
R. Santa Isabel
R. Dom Pedro I
R. Heitor Lanza Neto
R. Nossa Senhora da Glória
R. Diamante

Bairro Olinto Alvim:

R. Virgínia

Bairro Interlagos:

Av. Sabará

Bairro Nossa Senhora do Carmo:

R. Guaranis

Bairro Jardim Arizona:

R. Jair Sales

Bairro Boa Vista:

R. José Felix

Bairro Vapabuçu:

R. João Beraldo

Bairro Planalto:

R. Raimundo Nunes Azevedo
R. Manuel Henrique

Bairro JK:

R. Professor Abelart

Bairro Luxemburgo:

R. Alvaro Azevedo Coutinho
R. Beco da Ponte do Kuaiti
R. Itamarandibi
R. Açucena
R. Professor Álvaro Costa
R. Ataléia
R. Itabacuri
R. Angelo Ribeiro Miranda
R. Prefeito Alberto Moura

Bairro São João:

R. Travessa Ipanema
R. Sagrado Coração
R. Espírito Santo

Bairro Santo Antônio:

Av. Marechal Castelo Branco

Bairro Aeroporto:

R. Edilson Brasil Lagoeiro
R. Haiti
Bairro Mangabeiras:
R. Estrada dos Tropeiros

São estas, dentre diversas áreas que já foram beneficiadas. O trabalho continua e as obras seguem firmes por todos os cantos da cidade.

Com Assessoria da Prefeitura de Sete Lagoas




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados