Menu

Sete Lagoas > Notícias > Cidades

Minas é campeã da Olimpíada Brasileira de Matemática

  • Categoria: Cidades

Com 80 medalhas de ouro, 226 de prata e 476 de bronze, Minas Gerais é o Estado brasileiro que conquistou o maior número de medalhas em todas as categorias da IV Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). O resultado foi anunciado nesta terça-feira (3), em Brasília e, ao todo, Minas recebeu 782 medalhas das 3.000 distribuídas entre alunos de escolas públicas de todo o país.

Na categoria ouro, o Rio de Janeiro ficou em segundo lugar com 59 premiados, seguido de São Paulo com 55 medalhistas. Na classe prata, o segundo lugar ficou para São Paulo (200 medalhas), ficando os cariocas com o terceiro lugar com 130 medalhistas. Os estados que alcançaram o segundo e terceiro lugares em medalhas de bronze foram São Paulo (446) e Rio de Janeiro (130).

Minas Gerais foi o Estado com o segundo maior número de escolas inscritas: 3.854. São Paulo teve o maior número, com 4.726, e o estado do Ceará inscreveu 3.013 escolas. Em 2008, a Obmep teve o maior número de alunos participando desde sua primeira edição: foram 18 milhões de alunos inscritos.

O bom resultado de Minas superou os números obtidos da terceira edição da Obmep, em 2007, quando os alunos mineiros receberam 69 medalhas de ouro, 169 de prata e 560 de bronze. Todos os premiados recebem bolsas de Iniciação Científica Júnior, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico (CNPq/MCT). Os prêmios são direcionados também às escolas e municípios nos quais os alunos se destacam, assim como os professores, que recebem cursos de formação e aperfeiçoamento.

O resultado foi pelos ministros da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e da Educação (MEC), Fernando Haddad. A Obmep é realizada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), Ministério da Educação (MEC), Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa/MCT) e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

AGÊNCIA MINAS

Exposição sobre JK recebe mais de 21 mil visitantes em BH

  • Categoria: Cidades
Juscelino Kubitschek é considerado um dos maiores políticos do Brasil. O carisma e a simpatia do mineiro contagiaram do homem simples ao homem do mais alto escalão. A comprovação desta afirmação pode ser vista no Palácio das Artes, onde em menos de dois meses, 21.113 visitantes já passaram pelas quatro galerias que recebem a remontagem da exposição O Olhar Modernista de JK. O público ainda tem a chance de admirar obras que marcaram a história das artes no Estado e no Brasil. A exposição se despede da capital mineira no dia 1º de março.

 
A curadora da exposição, Denise Mattar, tem acompanhado a visitação do público nas galerias. “Os mineiros estão de parabéns, pois sabem da chance de ver uma exposição importante, que fala do seu estado e um de seus conterrâneos famosos que fez história em Minas, no país e no mundo” declarou. As artes plásticas que estão na exposição são as mesmas que foram apreciadas em 1944, quando o então prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitscheck promoveu um evento que marcou para sempre a história das artes brasileiras. JK realizou na capital mineira a exposição Arte Moderna, com curadoria de Guignard e J. Guimarães.

A Fundação Clóvis Salgado está contente em poder receber toda a exposição em suas quatro galerias e elas estão divididas em eixos temáticos: a Galeria Alberto da Veiga Guignard apresenta a remontagem da exposição Arte Moderna, de 1944, onde o público mineiro conhece de perto a participação de artistas no evento que está escrita na história recente da cultura brasileira. Das 62 obras apresentadas em Belo Horizonte, 28 estiveram na exposição original. Entre elas, destacam-se: O Galo, de Portinari (1941), A mulher de azul, de Anita Malfatti e o Retrato de Juscelino Kubitschek, de Guignard (1944).

A galeria Arlinda Corrêa Lima tem o tema JK e As Artes, e mostra através de texto e imagens, a relação do político mineiro pé–de–valsa com as artes. Niemeyer e suas criações encantadoras da Pampulha também estão nesta galeria.


Serviço

Evento: O Olhar Modernista de JK
Local: Palácio das Artes
Galeria Alberto da Veiga Guignard, Genesco Murta, Arlinda Corrêa Lima e Espaço Mari’Stella Tristão
Data: até 1º de março
Entrada: seg.: 18h às 21h / ter. a sab.: 9h30 às 21h/ dom. : 16h às 21h
Entrada franca
Informações: 3236-7400
www.palaciodasartes.com.br

Links patrocinados