Menu

Sete Lagoas > Notícias > Cidades

Artesanato de SL na Assembléia

  • Categoria: Cidades

Desta segunda, 15, até a próxima sexta-feira, 19, em Belo Horizonte, acontece a 3ª Exposição de Artesanato da Região Central e do Vale do Jequitinhonha. O evento, iniciativa do Deputado Estadual Dr. Viana e da assessoria cultural de seu gabinete, será realizado no Espaço Político-Cultural Gustavo Capanema, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A mostra tem ajudado a divulgar o trabalho dos artesãos do Estado e reforçar a cultura mineira. Sete Lagoas participa. A Prefeitura disponibilizou transporte para os artesãos locais levarem seus produtos até a capital. A cidade será representada por 35 artesãos, expondo trabalhos que vão de madeira, pintura e cerâmica a bordados, patchworks e sabonetes artesanais, dentre outros.


Da redação

Recém-nascida é encontrada em lixeira no bairro Chácara do Paiva

  • Categoria: Cidades
A tarde do último sábado, 12, foi marcada por ocorrência lamentável em Sete Lagoas. O Corpo de Bombeiros encontrou uma recém-nascida em uma lixeira no bairro Chácara do Paiva. A menina foi salva pelo subtenente Luiz Fernando dos Santos Dornelas que estava de serviço naquele dia.

O militar recebeu um telefonema de uma mulher que se identificou como Vanessa Gomes. Ela relatou que teria escutado o choro de uma criança em uma lixeira na rua Nestor Andrade. No local o subtenente encontrou a recém-nascida enrolada em uma toalha e dentro de uma sacola plástica. “A mulher disse que ficou com medo de mexer com a criança e que ia nos esperar no local, mas encontramos a rua deserta. Acredito que própria mãe do bebê telefonou para  a gente”, relatou o militar.

A menina foi levada até o Hospital Nossa Senhora das Graças que fica a poucos metros de onde ela foi deixada. Segundo os médicos, o bebê nasceu prematuramente com sete ou oito meses de gestação e tem 1,8 kg. O cordão umbilical havia sido cortado e sangrava.

A direção do hospital proibiu os funcionários de passar mais informações sobre a criança, que ficou em observação e passará a ser de responsabilidade do Juizado da Infância e da Juventude que vai decidir seu futuro se a família não for localizada.

Da redação


Links patrocinados