;
Menu

Mano exalta a força do elenco celeste para a temporada 2017

Em sua primeira entrevista coletiva no ano, o técnico Mano Menezes exaltou a força do elenco celeste e projetou com otimismo a oportunidade de iniciar seu primeiro trabalho no Cruzeiro desde o princípio do ano.

O treinador, que está em sua segunda passagem pelo Clube, nas duas ocasiões de sua chegada pegou o trabalho em andamento e, agora, terá condições de desenvolver suas ideias e metodologia desde o começo da temporada.

Mano Menezes comandou o primeiro treino do Cruzeiro nessa segunda (9)/Foto: DivulgaçãoMano Menezes comandou o primeiro treino do Cruzeiro nessa segunda (9)/Foto: Divulgação

Mano também aproveitou para enfatizar sua confiança no grupo de jogadores, agora reforçado pelos atletas Thiago Neves, Caicedo, Diogo Barbosa e Hudson, e vislumbra a equipe lutando por títulos.

"O Cruzeiro já tinha, sem as quatro contratações, um plantel qualificado para conquistar títulos. Pontualmente, buscamos reforços nos lugares em que julgamos ter carência. Com base na análise daquilo que vi, da produção da equipe, penso que se apresentarmos um acréscimo nesses lugares, como no caso de Thiago Neves, que tem características diferentes, equipe terá qualificação para estar entre os primeiros", frisou.

O técnico também elogiou a ação da diretoria cruzeirense na janela de transferências. "Me deixou muito satisfeito, nosso grupo está mais forte. Conseguimos trazer jogadores importantes para uma ideia de jogo de qualidade, como eu gosto, de um Cruzeiro que possa propor na maioria dos jogos. E, para isso, precisamos ter boa saída de bola desde o primeiro estágio de construção. É preciso ter boa passagem, bom acabamento e vamos ter jogadores para isso", destacou.

Outro reforço para a equipe de trabalho integrado com a comissão técnica de Mano Menezes é James Freitas, vindo do Grêmio para ser o auxiliar fixo do Cruzeiro. A escolha também foi valorizada pelo comandante.

"O Clube escolheu o James, um cara capacitado para exercer o cargo. Precisamos ter um intercâmbio cada vez maior entre a base e o profissional. Esses profissionais sempre têm uma visão mais profunda, um carinho especial pelos jogadores formados em casa e os clubes precisam aproveitar mais esses jogadores. Saber fazer essa transição é o segredo", opinou.

A pré-temporada que se inicia nesta segunda-feira na Toca da Raposa II promete ser de trabalhos intensos. Mano ressaltou a importância da equipe se condicionar bem durante as primeiras semanas de trabalho no ano para que os atletas suportem toda a carga que a temporada oferecerá.

"Antes, se dizia que um grupo iniciava o ano numa condição física mais abaixo, depois ganhava condicionamento e chegava ao ápice em outubro, e, em seguida, tinha uma pequena queda. Hoje não é possível mais enxergar a preparação de uma equipe assim, porque muitas competições terminam em outubro, novembro e dezembro. É preciso iniciar a temporada já com produção alta, seguir com produção alta e terminar com produção alta. Na reta final não se pode ter decréscimo de produção. Para ter o melhor a cada jogo, é preciso rodar um pouco mais, mas apenas em um momento inicial", avaliou.

Da Redação com Cruzeiro Esporte Clube



Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar