;
Menu

Caldeirão, pressão, Luan: Atlético promete ir para cima do Sport Boys no Independência

A partir das 19h30 desta quinta-feira, o Atlético inicia uma maratona de jogos decisivos na temporada, série que vai contemplar compromissos pela Copa Libertadores e fases finais do Campeonato Mineiro. O primeiro ato para o Galo é contra o Sport Boys, da Bolívia, no Independência, pela segunda rodada do Grupo da Copa Libertadores.

Depois de empatar na estreia - 1 a 1 com o Godoy Cruz, na Argentina -, o Atlético busca impor sua condição de mandante. Os números mostram que o clube dificilmente perde pontos no Horto. Em 18 partidas no estádio pela Libertadores, o Alvinegro acumulou 13 vitórias, quatro empates e sofreu apenas uma derrota. O aproveitamento de 79,6 % não deixa dúvidas da força do time no Independência.

Roger Machado escala o que tem de melhor e espera pressão total no Horto/Foto:DivulgaçãoRoger Machado escala o que tem de melhor e espera pressão total no Horto/Foto:Divulgação

Curiosamente, no Grupo 6, nenhum mandante ainda venceu seus jogos. Para quebrar essa marca, o técnico Roger Machado promete pressão: “Toda equipe que joga em casa e que deseja uma vitória precisa pressionar o adversário. Se possível, fazer um gol cedo. É muito bom ter o torcedor apoiando. Temos que pressionar o adversário, fazer o gol e não deixar o adversário gostar do jogo. Temos que entender que não será de qualquer forma. Temos que ter raça, doação e entrega, mas com inteligência para jogar.”

O triunfo nesta quinta pode valer ao Galo a liderança do Grupo 6. Na abertura da segunda rodada, o Godoy Cruz venceu o Libertad, do Paraguai, por 2 a 1, fora de casa, e foi a quatro pontos. Sport Boys e Libertad somam um ponto na classificação, conquistados no empate entre eles na primeira rodada.

Mas a vitória pode valer mais que a liderança ao Atlético. É a chance de a equipe ganhar confiança para a sequência de jogos decisivos. O Galo vem de duas derrotas pelo Campeonato Mineiro, ambas por 2 a 1. Foi superado pelo arquirrival Cruzeiro e, com uma escalação reservas, perdeu de virada para a Caldense.

Apesar dos resultados, o time avançou às semifinais do Estadual como melhor campanha da fase classificatória. Na primeira partida da semifinal, neste domingo, a URT é mandante, mas o confronto foi marcado para o Mineirão, já que o clube de Patos de Minas teve problema com laudos no estádio Bernardo Rubinger de Queiroz.

Apoio e cobrança

Na tarde dessa quarta-feira, no muro da Cidade do Galo, foram afixadas faixas de apoio e cobranças ao time para a série de jogos importantes. “Fim dos amistosos. Agora é guerra. Raça, empenho e dedicação até o fim! Vamos lutar para vencermos tudo”, dizia uma. “Estaremos juntos na alegria e na tristeza, desde que tenham raça em campo”, era o recado da outra. As faixas foram retiradas horas depois.

“A torcida do Atlético, mais que as demais torcidas, gosta da entrega total do time em campo. Não se faz time só com parte técnica e tática. Tem que colocar intensidade e o coração acima de qualquer coisa dentro de campo. Além de todos os elementos, a raça tem que ser aflorada. Não que tenha faltado em algum momento. Acho que a torcida gosta de ver a todo momento a disputa pela bola, o desejo pelo gol. Nossa equipe vai se entregar dentro de campo como tem feito nos outros jogos”, garante Roger Machado.

Luan titular

A volta de um jogador ao time titular pode significar a garantia de raça. Luan ganhou a posição de Cazares e é a aposta de Roger para um Atlético mais intenso em campo. “Eu ganho uma jogada forte pelo lado, velocidade pelo lado, porque o Luan consegue atacar a profundidade. A parceria que eleva o nível do Marcos Rocha. E ganho o que o torcedor gosta, que é um jogador que se entrega aos 90 minutos, contagia os colegas em campo”, diz o treinador.

Desde a temporada passada, Luan vem tratando dores no joelho direito. O atacante perdeu boa parte dos jogos do time este ano. Agora, está recuperado e nos planos de Roger para a equipe titular. “Ele cumpriu com todos os prazos de retorno. A gente foi inserindo ele gradativamente às partidas. Desde o início do ano, a gente já tinha um lugar para o Luan no time. Espero contar com ele até o fim da temporada, sempre em alto nível.”

ATLÉTICO X SPORT BOYS

Atlético
Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Luan e Otero; Robinho e Fred. Técnico: Roger Machado

Sport Boys
Carlos Arias, Grenddy Perozo, Alejandro Meleán, Juan Zampyeri, Christian Coimbra, José Sanchéz, Dany Bejarano, Leandro Ferreira, Alexis Messidoro, Carlos Tenorio e Castillo. Técnico: Xabier Askargorta

Motivo: 2ª rodada do Grupo 6 da Libertadores
Estádio: Independência
Data e hora: quinta-feira, 13 de abril, às 19h30

Árbitro: Jose Argote (VEN)
Assistentes: Luis Murillo e Franchescoly Chacon (VEN)

Da Redação com EM



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar