Menu

Gol fora e bom resultado: Cruzeiro traça objetivos em jogo de ida com São Paulo

Quase 17 anos depois daquele gol histórico de Geovanni, que garantiu o tricampeonato da Copa do Brasil, em 2000, o Cruzeiro reencontra o São Paulo pela competição nacional. O duelo desta quinta-feira, às 21h30, no Morumbi, é válido pelo jogo de ida da quarta fase. A partida de volta ocorrerá na próxima quarta, às 19h30, no Mineirão.

Ramon Ábila é escalado por Mano que espera gol fora de casa/Foto: DivulgaçãoRamon Ábila é escalado por Mano que espera gol fora de casa/Foto: Divulgação

O embate “precoce” entre dois grandes acontece em função do regulamento da edição de 2017 do torneio. Dos 80 clubes que iniciaram a primeira fase, apenas cinco avançam para as oitavas de final e se juntam aos representantes do país na Copa Libertadores (Palmeiras, Grêmio, Flamengo, Santos, Atlético, Chapecoense, Atlético-PR e Botafogo) e aos campeões da Copa do Nordeste (Santa Cruz), Copa Verde (Paysandu) e Série B (Atlético-GO).

Visitante nesta quinta, o Cruzeiro sabe que terá boa perspectiva em Belo Horizonte se balançar a rede no Morumbi. Isso porque o regulamento privilegia os times que fazem gol fora de casa (funciona como critério de desempate em uma eventual igualdade). Mano Menezes citou o confronto contra o Corinthians, pelas quartas de final em 2016, como exemplo: a Raposa perdeu na ida por 2 a 1, em São Paulo, e teve tranquilidade para fazer 4 a 2 na volta, em BH.

“Eu defendo que a equipe que quer passar precisa fazer bem os 180 minutos. Às vezes você vai bem no primeiro jogo e não consegue sustentar. Quando faz o primeiro (jogo) muito ruim, fica inviável reagir. Tem que saber jogar com o regulamento, que é especial. Temos que buscar o gol fora de casa, esse é o caminho. Ano passado, passamos assim, diante do Corinthians. Às vezes você passar por algumas circunstâncias do jogo que nos dão força para seguir adiante na competição”.

Mano também destacou o fato de o Cruzeiro ter pela frente mais uma chance de construir bom resultado contra um grande adversário, a exemplo do que já ocorreu nos clássicos com o Atlético – vitórias por 2 a 1 na Primeira Liga e no Campeonato Mineiro – e na partida diante do Nacional do Paraguai, pela Copa Sul-Americana (vitória por 2 a 1).

“Esperar um jogo bem disputado, com as duas equipes buscando a vitória. É o primeiro de dois confrontos que temos. A gente tem observado bastante a equipe deles jogar, eles buscam um padrão dentro de uma filosofia de propor o jogo no campo do adversário e vêm evoluindo nos últimos jogos. E a gente vem fazendo bons jogos, passando por obstáculos que temos que passar. Agora começaram a aparecer os maiores e estamos trabalhando para que a perna esteja regulada para dar estes passos maiores”, analisou o treinador.

Para enfrentar o São Paulo, o Cruzeiro está desfalcado do volante Henrique, do armador Robinho e do atacante Rafael Sobis, sendo este último com um problema recente de desgaste muscular. Com relação ao time, há disputas em duas posições: na lateral direita, com Ezequiel e Mayke; e no meio-campo, entre Rafinha e Alisson. No ataque, o argentino Ramón Ábila, que soma 10 gols na temporada, será a referência da equipe.

São Paulo

No lado tricolor, o técnico Rogério Ceni tem uma dúvida na zaga: Rodrigo Caio, em recuperação de torção no tornozelo direito, pode dar lugar a Lucão. Já o trio ofensivo é formado por Wellington Nem, Luiz Araújo e Lucas Pratto. Para Nem, o objetivo são-paulino é ganhar sem ser vazado. “No jogo desta quinta, vamos buscar o resultado sem levar gols. Na Copa do Brasil, tomar gol em casa atrapalha bastante”. Entre as ausências, a mais importante é a do peruano Cueva, em tratamento de lesão muscular na parte posterior da coxa direita.

SÃO PAULO X CRUZEIRO

SÃO PAULO
Renan Ribeiro; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio (Lucão) e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Wellington Nem, Luiz Araújo e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni

CRUZEIRO
Rafael; Ezequiel (Mayke), Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson, Ariel Cabral, Thiago Neves e Rafinha (Alisson); Arrascaeta e Ramón Ábila
Técnico: Mano Menezes

Motivo: jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil
Estádio: Morumbi, em São Paulo
Data: quinta-feira, 13 de abril de 2017
Horário: 21h30
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins (ambos do RS)

Campanha dos clubes até aqui na Copa do Brasil

Cruzeiro:

Volta Redonda 1x2 Cruzeiro - primeira fase (15/2) - gols: Alisson e Robinho
Cruzeiro 6x0 São Francisco-PA - segunda fase (22/2) - gols: Rafael Sobis (4), Robinho e Arrascaeta
Murici-AL 0x2 Cruzeiro - terceira fase (8/3) - gols: Manoel e Ábila
Cruzeiro 3x0 Murici-AL - terceira fase (15/3) - gols: Cláudio (contra), Rafael Sobis e Deysinho (contra)

São Paulo:

Moto Club-MA 0x1 São Paulo - primeira fase (9/2) - gol: Gilberto
PSTC-PR 2x4 São Paulo - segunda fase (1/3) - gols: Cícero (3) e Cueva
São Paulo 3x1 ABC-RN - terceira fase (8/3) - gols: Luiz Araújo (2) e Lucas Pratto
ABC 1x1 São Paulo - terceira fase (15/3) - gol: Cueva

Da Redação com EM




Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar