Menu

Festival internacional de capoeira movimenta Sete Lagoas

Vem aí o maior evento de capoeira da história de Sete lagoas! No próximo domingo, dia 24 de setembro, será realizado o evento Ginga Juventude Sete Lagoas, com o envolvimento de pelo menos 500 famílias da cidade e região. As atividades serão desenvolvidas na orla da Lagoa da Boa Vista, a partir das 9 horas da manhã.

Os instrutores Simpson e Gato Preto são os coordenadores do festival internacional de capoeira em Sete Lagoas / Foto: DivulgaçãoOs instrutores Simpson e Gato Preto são os coordenadores do festival internacional de capoeira em Sete Lagoas / Foto: Divulgação

Uma das principais funções do evento é a abordagem de temas sociais. Nesta edição o tema abordado será a prevenção às drogas. Participam do Ginga Juventude pessoas das mais variadas faixas etárias, incluindo desde crianças de 4 anos até idosos de 95 anos.

O Ginga Juventude é um projeto que tem como missão a contribuição para minimizar as desigualdades sociais, ou seja, interferir na realidade que afeta as condições de vida e o desenvolvimento das pessoas que vivem sob riscos sociais.

Esta contribuição é mais efetiva (ou tem um maior potencial de influência) na vida de crianças e jovens, devido a esses ainda serem dependentes, econômica e afetivamente, e com sua capacidade cognitiva e psicológica e valores sociais ainda em formação. Neste sentido, torna-se fundamental minimizar o tempo e a frequência de exposição dessas crianças e jovens aos riscos atuais.  

O festival internacional de capoeira, em Sete Lagoas, irá reunir mais de 500 famílias / Foto: Divulgação O festival internacional de capoeira, em Sete Lagoas, irá reunir mais de 500 famílias / Foto: Divulgação

Outro importante foco do evento é a valorização da criação de expressão e arte, além de difundir o lazer como vivência lúdica, objeto e veiculo de educação, de socialização democrática e de desenvolvimento pessoal, cultural e social, tendo em vista contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população. Também visa estimular as ações artísticas e culturais, produção, difusão e divulgação da capoeira.

Por fim, objetiva desenvolver relações entre os saberes e a valorização dos mestres no repasse do conhecimento adquirido da arte e o cuidado com a preservação das manifestações artísticas, valorizando e conhecendo a produção artística dos múltiplos grupos sociais, fortalecendo o envolvimento e o compromisso da comunidade e da família com as ações da arte e lazer propostas, construindo ou resgatando vínculos de base do desenvolvimento humano, como a família, a escola e a comunidade.

É um projeto que tem como missão a contribuição para minimizar as desigualdades sociais, ou seja, interferir na realidade que afeta as condições de vida e os desenvolvimento das pessoas que vivem sob riscos sociais.  Os organizadores do evento são os instrutores Simpson e Gato Preto, com a supervisão do Mestre Ray.  

O instrutor Simpson comenta sobre a importância da capoeira em Sete Lagoas: “É um meio de transformação social, psicológica e física para as pessoas, além de servir também como profissão, fazendo com que o próximo tenha educação e disciplina através da arte”.

O instrutor Gato Preto destaca os aspectos que envolvem o projeto Capoeira Pedagógica: “ Esse projeto foi responsável por levar um grupo de crianças e adolescentes para uma culminância em Salvador, onde tiveram experiências sobre a capoeira. O tema escolhido, Drogas, saiba dizer não, tem como objetivo reforçar o trabalho que já vem sendo feito dentro do grupo Oficina da Capoeira em outras cidades e países.

Demais informações sobre o Ginga Juventude Sete Lagoas podem ser obtidas através do seguinte contato: 31-99894-3219 (Professor Simpson).


Com Álvaro Vilaça



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar