Menu

Cruzeiro vence Fluminense no Mineirão em noite inspirada de Thiago Neves

Thiago Neves jogou como nunca. E fez em campo o que tem realizado com maestria em 2017: assistências e gol. O Cruzeiro venceu o Fluminense por 3 a 1, na noite deste domingo, no Mineirão, em noite de gala do armador, que marcou um e deu os passes para os outros tentos da Raposa.

Thiago Neves jogou muito e garantiu a vitória do Cruzeiro sobre o Fluminense por 3 a 1/Foto: SuperesportesThiago Neves jogou muito e garantiu a vitória do Cruzeiro sobre o Fluminense por 3 a 1/Foto: Superesportes

Com o resultado, o time celeste foi a 54 pontos e ficou na 5ª posição do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Avaí, no Mineirão, na próxima quarta-feira, às 19h30. No mesmo dia, o Fluminense, por sua vez, visita o Corinthians, na Arena, às 21h45.

Início franco


Cruzeiro e Fluminense começaram o jogo de forma aberta. Logo no início, aos 7 minutos, o Tricolor carioca abriu o placar. Gustavo Scarpa chutou mascado de fora da área, o atacante Pedro agiu rápido, girou e chutou sem chances para Fábio: 0 a 1.

O Cruzeiro foi para cima e não demorou a empatar. Aos 16, Lucas Romero fez tabela com Thiago Neves e chutou forte. A bola desviou no zagueiro Henrique e encobriu o goleiro Diego Cavalieri: 1 a 1.

Depois do empate celeste, o Flu, que ainda briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2018, se fechou e tentou explorar a velocidade de Gustavo Scarpa e Marcos Júnior. A estratégia gerou duas ótimas oportunidades. Aos 21 e aos 23 , Scarpa e Wendel perderam chances de colocar o time carioca à frente do placar.

No fim da etapa inicial, o Cruzeiro reclamou de um pênalti não marcado. Em geral, os primeiros 45 minutos foram de nível técnico baixo, com muitos erros dos dois lados.

Vitória celeste


A etapa final começou movimentada. Aos 4, Scarpa teve uma chance clara na entrada da área, mas isolou a bola. O bom início do Fluminense, contudo, foi freado pela expulsão de Marlon. Ele parou um contra-ataque do Cruzeiro com o braço e acabou levando o segundo amarelo. A falta rendeu a virada celeste. Thiago Neves mandou a bola na área. A redonda cruzou toda a área e encontrou o pé de Diogo Barbosa, que só escorou para o gol: 2 a 1.

Com um a mais, o Cruzeiro cresceu na partida. Aos 16 minutos, Sobis perdeu uma chance incrível. Ele ficou cara a cara com Diego Cavalieri, ameaçou chutar, mas o goleiro do Flu continuo de pé. Com muito tempo, o atacante pensou, escolheu o canto, mas Cavalieri defendeu. Na sequência, ele recebeu cruzamento na área, mas não conseguiu girar e chutar. Minutos depois, Mano sacou Sobis e colocou o jovem Jonata.

A Raposa seguiu em cima do Tricolor. Thiago Neves, o melhor em campo, teve tempo de deixar o seu. E um lindo gol do Cruzeiro, com direito a linha de passe dentro da área do time carioca. Jonata para Robinho, Robinho para Thiago Neves, que arrematou para o gol: 3 a 1. O ex-jogador do Fluminense comemorou com parcimônia.

A temporada de Thiago Neves tem sido de excelência: são 15 gols e 14 assistências.

CRUZEIRO 3 X 1 FLUMINENSE


Cruzeiro

Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Romero, Lucas Silva, Robinho (Alisson), Rafinha (Messidoro); Thiago Neves e Rafael Sobis (Jonata)
Técnico: Mano Menezes

Fluminense

Diego Cavalieri; Lucas, Henrique, Renato Chaves e Marlon; Marlon Freitas, Wendel, Douglas, Gustavo Scarpa (Leo) e Marcos Júnior (Wellington Silva); Pedro
Técnico: Abel Braga

Gols: Pedro (Fluminense). Lucas Romero, Diego Barbosa e Thiago Neves (Cruzeiro)

Cartões amarelos: Murilo, Robinho e Lucas Romero (Cruzeiro) e Marlon e Renato Chaves (Fluminense)
Cartão Vermelho: Marlon (Fluminense)

Público pagante: 6.530
Público presente: 8.644
Renda: R$ 102.844
Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data e hora: domingo, às19h
Cidade: Belo Horizonte, Minas Gerais
Árbitro: Andre Luiz de Freitas (CBF/GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa/GO) e Leone Carvalho Rocha (CBF/GO)

Da Redação com Superesportes



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar