Menu

Técnico do México diz que Brasil é a melhor Seleção do mundo; veja a provável escalação de Tite para o confronto

Agora é vida ou morte: liderado por um Neymar fisicamente inteiro, o Brasil apostará em seu momento de crescimento na Copa do Mundo da Rússia para superar o México pelas oitavas de final da competição e seguir firme rumo ao hexa, nesta segunda-feira (2) em Samara.

Foto: Reprodução Hoje em Dia

“O México vai enfrentar a melhor equipe do mundo e isso é um privilégio” declarou o técnico Juan Carlos Osorio, na véspera do duelo de sua seleção com o Brasil pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia.

"O Brasil é uma grande seleção, me atreveria a dizer que é a melhor equipe do mundo porque coletivamente todos seus jogadores têm a capacidade de controlar e passar bem a bola", declarou o técnico colombiano em coletiva de imprensa na Samara Arena, palco da partida desta segunda-feira.

"Além do mais, tem esses comportamentos como Espanha e Alemanha, e a isso se somam as chegados de Paulinho e Coutinho, também tem dribladores como Neymar, Willian, Douglas Costa, Gabriel Jesus", completou.

Apesar dos elogios tecidos ao adversário, Osorio alertou que o México brigará com o Brasil pela posse de bola, assim como fez na surpreendente vitória por 1 a 0 sobre a Alemanha na fase de grupos.

"Cada seleção e cada técnico decide sua maneira de jogar, me parece que defender com uma zaga impar (linha de cinco) é uma possibilidade, mas dentro de nossa ideia de jogo está causar problemas defensivos ao adversário e nunca renunciar a nossa proposta de sermos protagonistas", garantiu Osorio.

"Vamos tentar desfrutar da posse de bola, temos meios de qualidade e podemos ter a superioridade numérica, será uma tarefa titânica, mas o pensamento não será entrar e campo para se defender", continuou.

Osorio também falou de Neymar, elogiando o craque sem querer entrar em polêmica sobre um possível hábito do brasileiro de cavar faltas.

"Haverá um bom árbitro amanhã. Não vou discriminar ou criticar alguém. É um grande jogador, e amanhã o árbitro estará no comando. Espero que seja um jogo justo", concluiu o ex-técnico do São Paulo.

O técnico Tite confirmou nesse domingo, a escalação da Seleção Brasileira para o jogo. O treinador confirmou a permanência de Filipe Luís no lugar de Marcelo, que não tem condições para jogar uma partida inteira – ainda mais com a possibilidade de 120 minutos, em caso de prorrogação.

"Marcelo jogou pouquíssimo tempo. Nos dias 28 e 29, ficou no departamento médico, ontem (sábado) veio a campo, fez trabalho com bola, específico, mas sem enfrentamento, o que foi feito hoje (domingo) com baixo volume", afirmou o preparador físico da Seleção Brasileira, Fábio Mahseredjian.

"Ficamos temerosos para um jogo que pode ser 120 minutos. Eu não posso cravar que ele tem capacidade. Além disso, será um jogo com 34, 35 graus e umidade elevada, que faz o desgaste físico ser muito grande. No caso dele, de cinco dias de pouquíssima atividade, isso pode acarretar em um desgaste ainda maior", comentou o preparador.

Na entrevista coletiva, Tite afirmou que Marcelo tem capacidade para jogar entre 45 e 60 minutos e que não colocaria a saúde do jogador em risco para uma partida decisiva.

Desta forma, o Brasil vai a campo com Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Casemiro e Paulinho; Willian, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Brasil e México se enfrentam nesta segunda-feira, às 18h do horário local, com previsão de até 35ºC e 11h horário de Brasília. Quem vencer, enfrenta o ganhador de Japão e Bélgica, sexta-feira, em Kazan.

Com Hoje em Dia e Superesportes




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados