Menu

Copa do Futuro foi decidida na Arena do Jacaré no último sábado

A Copa do Futuro, edição 2018, chegou ao fim no último sábado. Durante quase três meses, nos diversos campos da cidade, crianças e adolescentes disputaram uma das competições de futebol de base mais bem estruturadas e de maior apelo popular do interior de Minas Gerais.

Foto: Valdeci Oliveira

O sonho de jogar a final de uma competição oficial do município em plena Arena do Jacaré foi realizado pelos garotos de seis equipes no final de semana. Instituto Trilhar, Democrata e Curitiba foram os grandes campeões do torneio.

A Copa do Futuro é uma realização da Prefeitura de Sete Lagoas, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, com apoio técnico da Liga Eclética Desportiva Sete-lagoana. Participam da disputa os garotos com idade entre 09 e 14 anos. Ao todo, cerca de 900 crianças e adolescentes foram inscritas na Copa do Futuro 2018.

A disputa deste ano contou com 12 agremiações participantes. Na primeira fase elas foram divididas em duas chaves:

Chave A: Bela Vista, Democrata, Paraopeba, Serrinha, Clube Náutico e Vasco da Gama.

Chave B: Verde Vale, Curitiba, Vista Alegre de Matozinhos, Instituto Trilhar, Montreal e América.

Alem das decisões nas três categorias, também aconteceram apresentações de capoeira. O Instituto Trilhar disponibiliza aulas de capoeira para a comunidade da região e utilizou os intervalos das finais da Copa do Futuro para mostrar os resultados deste projeto ao público presente na Arena do Jacaré.

Os resultados finais foram os seguintes:

Categoria 2008/2009: Democrata 2 x 2 Verde Vale – Nos pênaltis, vitória do Democrata: 6 x 5.

Categoria 2006/2007: Instituto Trilhar 3 x 1 Vista Alegre de Matozinhos .

Categoria 2004/2005: Curitiba 2 x 1 Democrata

Alguns números do campeonato, em suas três categorias, chamaram a atenção:

Na categoria 2008/2009, Átila, do Verde Vale, foi o artilheiro, com 07 gols e Luan, do Democrata, foi o goleiro menos vazado, com apenas 02 tentos sofridos.

Na categoria 2006/2007, o artilheiro foi Elias Eduardo, atleta do Democrata, que balançou as redes adversárias em 09 oportunidades. Luis Otávio, do América, foi o goleiro menos vazado, com apenas 02 gols sofridos.

Por fim, na categoria 2004/2005, o Democrata teve o artilheiro da competição, Iago Nunes, com 09 gols. Paulo Henrique, goleiro campeão pelo Curitiba, também se destacou por ter sido o menos vazado com 05 gols sofridos.

A presidente da Liga Eclética Desportiva Sete-lagoana, Lea Dias, agradeceu a todos os envolvidos na Copa do Futuro: “A cada ano a competição vai crescendo mais. Esse ano, por exemplo, chegaram 05 escolinhas diferentes na final. O equilíbrio está cada vez maior. A gratidão é muito grande, com estádios cheios e muita organização. Aproveito também para agradecer o Prefeito Leone Maciel, que nos deu toda a condição para realizarmos essa copa. A parceria que a Liga tem com a Prefeitura e a Secretaria de Esportes é muito positiva e tem rendido ótimos frutos”.

O Secretário de Esportes e Lazer, Fabrício Frederighi Fonseca fez uma avaliação da Copa do Futuro, edição 2018: “Mais uma vez constatamos o quanto várias equipes estão atuantes no futebol de base em Sete Lagoas, exibindo níveis técnicos excelentes. Fiquei muito feliz de ver a Arena do Jacaré com uma presença tão boa de público. É importante reconhecer o trabalho do Prefeito Leone Maciel, que, apesar de todas as dificuldades, segue cumprindo o calendário esportivo da cidade”.

O Prefeito Leone Maciel falou sobre o fechamento de mais uma competição em Sete Lagoas: “O nome e o objetivo da Copa são muito mais amplos do que podemos imaginar: Queremos garantir um futuro dos jovens longe das drogas, das ruas, de situações de risco e de mazelas. Precisamos sim, proporcionar um futuro melhor e dedicado ao esporte e à formação de uma cidadania plena. Acreditamos e investimos neste futuro, uma marca de nossa administração: acreditar e investir na juventude.

 

Com AsCom PMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados