Menu

Clássico Mineiro: Duelo entre Cruzeiro e Atlético terá rivalidades em vários pontos do campo

A expectativa é de que o Mineirão possa mais uma vez ferver com um confronto entre Cruzeiro e Atlético, nesta quinta-feira (11), às 20h, na abertura do confronto pelas quartas de final da Copa do Brasil. Mesmo que os tradicionais rivais estejam em momentos diferentes em 2019, a tendência é que as forças se igualem quando a bola rolar.

Foto Ilustrativa/Reprodução InternetFoto Ilustrativa/Reprodução Internet

Sem vencer há nove jogos e passando por caos político nos bastidores — o vice-presidente de futebol, Itair Machado, foi afastado pela Justiça de suas funções no clube, pelo menos temporariamente —, o time celeste aposta todas as fichas na base do time que o técnico Mano Menezes vem utilizando desde que assumiu, há quase três anos.

Já o alvinegro tem a perspectiva de manter a fase positiva sob o comando de Rodrigo Santana, que deu padrão tático à equipe e conseguiu bons resultados no Campeonato Mineiro, na Copa Sul-Americana e na própria Copa do Brasil. No clássico desta noite, haverá também duelos dentro das quatro linhas que podem ser decisivos para definir o vencedor.

Fred x Réver

Duelo que promete ser acirrado nas jogadas aéreas, pois ambos são bons de cabeça. Fred vive jejum de nove partidas sem marcar e terá trabalho, pois o defensor vem crescendo de rendimento.

Alerrandro x Dedé

Confronto da juventude com a experiência. Com 13 gols em 2019, o atacante de 19 anos barrou Ricardo Oliveira e encara o forte zagueiro, que cometeu falha nos últimos jogos e precisa recuperar a confiança.

Patric x Marquinhos Gabriel

Um dos destaques na final mineira, ganhando as jogadas em cima de Guga, hoje reserva, o atacante celeste agora desafia a boa fase do lateral atleticano, ovacionado pela torcida nos últimos jogos.

Lucas Romero x Chará

O castelhano será o idioma deste duelo particular. Um dos melhores marcadores do Cruzeiro, o argentino tentará parar o atacante colombiano, herói da última partida da Copa do Brasil, contra o Santos.

Henrique x Cazares

Além da responsabilidade de cobrir os laterais, o volante celeste não pode deixar espaço para o camisa 10 atleticano, perigoso na assistência aos atacantes.

Zé Welison x Thiago Neves

Substituto de Adílson, o volante atleticano vai seguir de perto os passos do armador celeste, que foi bem na final do Estadual e precisa voltar a mostrar serviço para tirar a Raposa do jejum.

Robinho x Fábio Santos

Embate de jogadores com muitos títulos no currículo. Não são velozes, mas se posicionam bem e se aproveitam da falha do adversário para ganhar os lances.

Luan x Egídio

Dois atletas que são importantes taticamente para suas equipes, especialmente na recomposição, mas que vivem oscilação e encaram o clássico como chance de atingir mais regularidade.

Com Superesportes




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados