Menu

Sinal analógico de TV será desligado nesta quarta-feira em BH, Sete Lagoas e 37 municípios de Minas Gerais

O sinal analógico de TV será desligado na capital mineira e em outros 38 municípios do estado de Minas Gerais nesta quarta-feira, 8 de novembro. A frequência de transmissão será repassada para operadores de telefonia móvel. Sendo assim, toda população de BH e região deverá se preparar para receber o sinal digital.

Quem tem TV analógica vai precisar ter conversor e antena digital para poder ver as imagens / Foto: wbur.orgQuem tem TV analógica vai precisar ter conversor e antena digital para poder ver as imagens / Foto: wbur.org

Para receber o sinal digital em casa é necessário instalar uma antena e um conversor de sinal. No mercado, o preço do equipamento varia entre R$ 100 e R$ 200. Televisões fabricadas a partir de 2010 já possuem o conversor, sendo necessária apenas a antena. Assinantes de TV paga vão receber o sinal digital sem precisar gastar com outros equipamentos.

A migração do sinal analógico para a TV digital representa um grande avanço tecnológico para o Brasil. Segundo Carlos Martelletto, presidente da Seja Digital, ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam melhorar a tecnologia 4G, que passará a ser oferecida com maior velocidade, maior qualidade e com maior área de cobertura.

Kit de TV digital

Desde o início do mês de agosto, os moradores de Belo Horizonte e Região Metropolitana beneficiários de programas sociais do Governo Federal ou em situação de vulnerabilidade social têm disposição os kits de conversão de TV digital gratuitos.

O beneficio disponibiliza apenas um aparelho para cada família. Ao todo, serão distribuídos cerca de 415 mil kits em 39 cidades no entorno da capital. A distribuição será feita em agências do correio. Mas, para receber o kit, a pessoa deve acessar o site do Seja Digital ou entrar em contato pelo número 147. É necessário informar o NIS, PIS ou CPF do beneficiário. Logo após, é só agendar local e horário para retirar o kit e fazer a instalação. “Estamos trabalhando para que a informação sobre o desligamento do sinal analógico de TV chegue a toda população e todos possam se preparar com antecedência”, diz a gerente regional do Seja Digital, Deisy Feitosa.

O sinal digital já está disponível, “Todos que pegarem os kits ou já tiverem o aparelho em casa, é só instalar e usar. Não precisa esperar até que o sinal analógico seja desligado”, afirma Deisy.

Com a Tv digital, a sintonia dos atuais canais abertos irá mudar. Porém, não será necessário que a pessoa saiba exatamente a posição de cada emissora. O próprio conversor fará isso automaticamente. Bastará que, no conversor, seja feita a busca de canais, que estes permanecerão, segundo a Seja Digital, pre-sinton.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil.

Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Sobre a Programando o Futuro

Organização Não Governamental que atua com o objetivo de fortalecer as iniciativas da sociedade civil por meio do incentivo ao uso apropriado das tecnologias da informação e comunicação. Os projetos desenvolvidos pela Programando o Futuro estão focados em quarto eixos: inclusão digital para o desenvolvimento local, qualificação para o mundo do trabalho, fortalecimento das redes e tecnologias de apoio à sociedade civil e reaplicação e estímulo à utilização de tecnologias sociais e conhecimentos livres.

Da Redação com Bhaz



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar