Menu

Uma pessoa foi presa em Minas a cada duas horas por embriaguez ao volante

Se nas rodovias federais houve queda no número de acidentes registrados durante o feriado de Corpus Christi em Minas Gerais, a situação não foi tão boa nas estradas estaduais. Balanço divulgado pela Polícia Militar (PM), por meio do Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv) nesta segunda-feira (24) aponta que a notificação de ocorrências com vítimas aumentou em 39% de um ano para o outro.

60 pessoas foram presas por beber e dirigir em estradas estaduais durante o feriado prolongado./ Foto: Douglas Magno60 pessoas foram presas por beber e dirigir em estradas estaduais durante o feriado prolongado./ Foto: Douglas Magno

Para piorar, uma pessoa foi presa a cada duas horas por embriaguez ao volante. Assim, de 2018 para cá, o número de prisões de pessoas que beberam e dirigiram subiu de 40 para 60 neste ano, durante o feriado prolongado.

No caso de prisões no trânsito ou por outros crimes, o número subiu de 50, em 2018, para 99 em 2019. O número de armas de fogo apreendidas também aumentou, de três para 11. Além disso, 7.758 pessoas foram autuadas.

Ao contrário da tendência decrescente nas rodovias federais, como apontado anteriormente, nas estradas estaduais o número de acidentes aumentou cerca de 39%. Dessa forma, foram registrados 88 acidentes e 9 pessoas mortas no ano passado e 143 acidentes com 17 vítimas fatais neste ano.

A PM informou, por meio de sua assessoria, acreditar que “os números têm relação direta com a mistura de bebida alcoólica e direção por parte dos motoristas”.

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados