Menu

Prefeito e secretário de Contagem são alvos de investigação por lavagem de dinheiro e ocultação de bens

O prefeito de Contagem, Alex José Ferreira de Freitas, e o secretário de Defesa Social do muncípio, Décio Camargos de Aguiar Júnior, são alvos da operação "Mi casa su casa", deflagrada na manhã desta quarta-feira (17) pelo Ministério Público (MPMG) e Polícia Civil (PC). Os agentes públicos são investigados por lavagem de dinheiro, ocultação de bens e valores e outros possíveis crimes contra o erário.

Foto: Reprodução/Internet/ Foto: Reprodução/Internet/

Nesta manhã, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do prefeito e do secretário e nos gabinetes de trabalho deles. Ao todo, 17 agentes participaram da ação.

De acordo com o MPMG, há indícios de enriquecimento ilícito do prefeito e do secretário. As investigações, que começaram há um ano, apontam que Décio Camargos comprou o imóvel onde mora atualmente por aproximadamente R$ 3 milhões.

Mais detalhes da investigação serão repassados à imprensa, em entrevista coletiva, às 11h, na sede da Procuradoria de Justiça, em Belo Horizonte. A reportagem entrou em contato com a administração da Prefeitura de Contagem e aguarda retorno.

Os trabalhos de investigação são conduzidos pelo MPMG e pela PC, por meio da Procuradoria de Justiça de Combate aos Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais (PJCCAP), do Grupo Especial do Patrimônio Público (GEPP), e do Grupo de Apoio Operacional Policial (GOP) ligado ao Núcleo Especial de Combate à Corrupção (NECC).

Com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados