Menu

Inquérito sobre morte de supervisor da CEF é detalhado pela polícia

A Polícia Civil de Sete Lagoas identificou o autor e prendeu dois envolvidos na morte do supervisor da Caixa Econômica Federal, CEF, Sérgio Ortega Guerreiro, Supervisor da CEF morava na Rua Júlio Ribeiro no bairro Fátima / Foto: Google Street ViewSupervisor da CEF morava na Rua Júlio Ribeiro no bairro Fátima / Foto: Google Street View49 anos, cercada de mistérios. Após investigações a polícia concluiu que o corpo de Ortega encontrado no dia 20 de agosto na casa em que morava sozinho no bairro de Fátima, foi descoberto três dias após a morte. 

A delegada responsável pelo caso, Dra. Mariza Andrade, explica que “Bruno Shimieder do Carmo foi o executor do crime. Bruno teria algum envolvimento com Ortega.” A investigação chegou até Bruno depois que a irmã dele, Marcela Camilo do Carmo e Hélio Aparecido Miranda, amigo, foram presos fazendo compras na cidade com o cartão de crédito do supervisor da CEF, em 18 de agosto, o que reforça a tese que o crime aconteceu no dia 17.

O corpo só foi encontrado no dia 20, segunda-feira, porque Ortega morava sozinho, ninguém desconfiou durante o fim de semana e porque colegas de serviço deram falta do supervisor, no dia de trabalho, algo incomum, por isso procuraram a Polícia. Bruno Shimieder do Carmo está com mandado de prisão em aberto e é procurado pela polícia.

Por Marcelo Paiva 




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados