Menu

Jogo mortal que viralizou nas redes sociais teria motivado suicídio de jovem em Minas

Um jogo macabro e mortal, criado na Rússia e que tem tirado o sono dos pais de adolescentes na Europa, pode ter sido a causa da morte de um jovem de 19 anos em Pará de Minas, na Região Central do estado.

Jogo da morte faz primeira vítima no Brasil/Foto: ReproduçãoJogo da morte faz primeira vítima no Brasil/Foto: Reprodução

O operário da construção civil Gabriel Antônio dos Santos, de 19 anos, foi encontrado morto pelos familiares nessa quarta-feira. Segundo os bombeiros que atenderam à ocorrência, o rapaz teria ingerido cerca de 80 comprimidos de um remédio controlado, o que caracterizaria suicídio.

Segundo a mãe de Gabriel, ele estaria participando nas redes sociais do jogo “Baleia Azul” ou “Blue Whale” (como é originalmente conhecido), que propõe uma série de desafios aos participantes. O último deles: tirar a própria vida.

Ainda de acordo com a mãe, o jovem contou à família que estaria participando do jogo, mas que não tinha a intenção de tirar a própria vida. No entanto, a mulher acredita que o possível suicídio tenha sido motivado pelo Baleia Azul.

A Polícia Civil já está com o celular de Gabriel e vai abrir inquérito para averiguar a possível participação dele no jogo.

Baleia Azul

Criado na Rússia, o Baleia Azul funciona em grupos fechados na internet. Após ser aceito, o jogador recebe do seu tutor virtual uma série de desafios a serem cumpridos – 50 no total –, sendo que o último deles é tirar a própria vida. Outras tarefas incluem tatuar a figura de uma baleia com uma faca e passar um dia inteiro sem dormir assistindo filmes de terror.

Em março, as amigas Yulia Konstantinova, de 15 anos, e Veronika Volkova, de 16, morreram após chegaram ao desafio final do jogo. Juntas, elas se jogaram do topo de um prédio de 14 andares na cidade de Ust-Ilimsk. Na mesma semana, também na Rússia, uma menina de 14 anos se jogou na frente de um trem e outra ficou gravemente ferida após se atirar da janela de um apartamento – ambas também estariam jogado o Baleia Azul.

Facebook

No Brasil há pelo menos 13 grupos fechados do Baleiz Azul no Facebook, com mais de 59 mil pessoas. Porém, a maioria dos internautas brasileiros transformou o desafio fatal em zoeira e inundou a web com memes debochando do jogo. Até uma versão do bem foi criada para incentivar o amor próprio dos adolescentes. No entanto, nem todos encaram como brincadeira.

Em Mato Grosso, a polícia investiga se a morte de uma adolescente de 16 anos está relacionada com o jogo. A jovem pulou em uma represa de grande profundidade para cumprir o desafio final do game mortal.

Na internet, há vários alertas sobre o jogo mortal e explicações de como ele funciona. Veja como são as etapas do Baleia Azul:

1- Assistir filmes de terror e psicodélicos de madrugada, mas não é qualquer filme, o curador do jogo que indicará qual será, ele fará perguntas sobre as cenas, para saber se realmente você assistiu ao filme.

2- Cortar o braço com uma lâmina, “3 cortes grandes” mas é preciso ser sobre as veias e o corte não precisa ser muito profundo, envie a foto para o curador, e seguirá para o próximo nível.

3- Desenhar uma baleia azul e enviar a foto para o curador comprovando tarefa.

4- Acordar 4h20 da manhã e subir em um telhado, quanto mais alto melhor.

5- Se você estiver pronto para se tornar uma baleia escreva “SIM” em sua perna. Se não, corte-se muitas vezes “Castigue-se”.

6- Encontrar outra baleia azul, “outro participante”, o curador indicará na oportunidade.

7- Ouvir as músicas que os “curadores” enviar a você.

8- Procurar um telhado mais alto, e fique na borda por algum tempo.

9- Subir em uma ponte e sentar-se na borda por algum tempo.

10- Pendure-se novamente em um telhado alto, e apoie-se na borda com as pernas penduradas.

11- Não falar com ninguém o dia todo.

12- Fazer um voto de que você é realmente uma Baleia Azul

Desenho da baleia em braço de seguidor do game mortal/Foto: DivulgaçãoDesenho da baleia em braço de seguidor do game mortal/Foto: Divulgação

Da Redação com Itatiaia.com.br




Publicidade
Publicidade

Comentários   

Amanda
+1 #4 Amanda 17-04-2017 15:51
Jornalistas, cuidado ao fazerem matéria desse tipo para não acabarem incentivando adolescentes, sem querer.
Citar
Andrey
+4 #3 Andrey 17-04-2017 14:29
Uma coisa tão óbvia e tão absurda, mas os pais estão perdendo seus filhos e as famílias sendo desconstruídas, porque hoje o pai não pode invadir a privacidade do filho para ver o que ele faz no quarto. Jovens e adolescentes estão se perdendo no mundo chamado internet... Não existe limites, os pais fazem tudo que o filho quer, os filhos nunca sujam, ou machucam, são cuidados como um ovo. As consequências estão aí, a doença do século está aí: Depressão. Pois atinge Jovens e crianças que nunca receberam um não dos pais, e quando recebem um não do mundo real ficam todos abatidos como se a vida estivesse acabado, aí procuram saídas nesses "jogos mortais". Tão óbvio que chega a ser ridículo.
Citar
davidge
+2 #2 davidge 13-04-2017 16:34
Só rindo mesmo. E aí gente, vcs querem se tornar uma baleia azul?
Citar
Luiz
+10 #1 Luiz 13-04-2017 15:54
Parece que quanto mais meios de informação possuímos mais idiotas ficamos. O que esse povo tem na cabeça?
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar