;
Menu

Mãe confessou que jogou bebê de cinco meses em tambor com água

A morte de um bebê de 5 meses encontrado pelo pai em um tambor com água, em Sete Lagoas, continua sendo investigada. De acordo com a Polícia Civil, em depoimento, a mãe confessou que jogou a criança no recipiente. O caso aconteceu na sexta-feira (7) em uma residência, no Chacreamento Vovó Cleia.

A criança foi levada de helicóptero para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte, mas não resistiu / Foto: Divulgação/Corpo de BombeirosA criança foi levada de helicóptero para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte, mas não resistiu / Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

A criança, do sexo feminino, foi resgatada pelo pai, que iniciou os procedimentos de primeiros socorros até a chegada da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A menina foi reanimada e levada para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. No sábado (8), foi confirmada a morte.

O inquérito policial foi aberto na segunda-feira (10) e tem 30 dias para ser concluído. A mulher, de 34 anos, e os familiares já foram ouvidos.

A motivação do crime continua sendo investigada. A mulher não foi presa e seu quadro psicológico é estudado pela polícia.

Entenda o caso

Segundo informações da Polícia Militar, o homem encontrou a mulher desacordada na cama e questionou onde estava a filha. Após muita insistência, ela contou que a criança havia caído no tambor. Desesperado, o pai correu até o quintal, onde fica o tambor de aproximadamente 200 litros que a família utilizava para armazenar água, retirou a tampa de madeira e encontrou a filha.

A mulher, de acordo com a família, faz uso de medicamento para depressão, mas não apresentava comportamento que a impedisse de ficar sozinha cuidando da criança. Ela não foi ouvida no dia do crime, porque aparentava estar sedada por medicamentos, e disse apenas que não se lembrava do que havia acontecido.


Por Marcelle Louise



Publicidade
Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar