Menu

Criminoso que matou PMs e participou de chacina é preso pela PRF em Sete Lagoas

Durante fiscalização na Unidade Operacional da PRF Sete Lagoas na noite dessa quarta-feira (20), policiais rodoviários federais prenderam E. M. E., 46 anos; Paulo E. H. M., 37 anos e A. R. L. F., 32 anos por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito; associação criminosa e uso de documento falso.

Os autores foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Sete Lagoas, juntamente com as armas e materiais apreendidos / Foto: PRF - Sete Lagoas Os autores foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Sete Lagoas, juntamente com as armas e materiais apreendidos / Foto: PRF - Sete Lagoas

Eles ocupavam um Kia/Sportage que seguia de Felixlândia para BH. Diante do nervosismo dos envolvidos, foi realizada vistoria no veículo e localizadas no interior de uma bolsa, duas pistolas Glock 9 mm de uso restrito com numerações raspadas. As armas estavam carregadas e havia outros dois carregadores municiados, sendo um carregador com capacidade de 31 cartuchos.

Na ação, o passageiro Paulo E. H. M., apresentou uma cédula de identidade com sinais de adulteração em Pedro H. V., 38 anos, mas após consultas aos sistemas policiais, foi constatado sua verdadeira identificação em nome de Paulo.

Ele é foragido do sistema prisional, onde cumpria pena por diversos crimes como homicídio, tráfico de entorpecente, latrocínio, abandono de incapaz e porte ilegal de arma de fogo.

A passageira A. R. L. F. era a única sem registros criminais, porém seu marido e condutor do veículo, E. M. E., responde inquéritos por tráfico de entorpecentes, porte ilegal de arma e roubo. Os autores foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Sete Lagoas, juntamente com as armas e materiais apreendidos. O veículo foi removido ao pátio credenciado local.

A Polícia Civil informou que Paulo, conhecido como Spok, tem denúncias no Ministério Público de Minas Gerais por porte ilegal de arma de fogo em 2000 e 2001, por roubo em 2002, duas passagens por homicídio em 2003 e 2009, além de uma prisões por associação criminosa, tráfico de drogas e formação de quadrilha. Totalizando as condenações, o criminoso tem, conforme a PRF, cerca de 300 anos de prisão para cumprir.

O trio foi preso por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e pelo uso de documento falso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil em Sete Lagoas. As armas foram apreendidas e o carro foi recolhido. Celulares, cartões de crédito, talões de cheque e uma quantia em dinheiro também foram apreendidos.

A Polícia Civil foi procurada e informou que apura as informações sobre o histórico criminal dos presos.


Da Redação com PRF e PC



Publicidade
Publicidade
Publicidade

Comentários   

Renato Andrade
+2 #2 Renato Andrade 22-09-2017 16:03
A PRF de Sete Lagoas é um grande orgulho para todos nós!
Citar
emerson martins
+8 #1 emerson martins 21-09-2017 12:22
Parabéns a Policia Rodoviária Federal por mais esta ação de limpeza.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar