Menu

Candidato é preso após pagar R$60 mil para que outro fizesse prova de vestibular em seu lugar em Sete Lagoas

Duas pessoas foram presas na última sexta-feira (2), acusados de fraudar o vestibular do curso de medicina de Sete Lagoas - uma pessoa pagou R$60 mil para que um indivíduo se passasse por ele e fizesse a prova no lugar dela.

Foto ilustrativa: http://www.noraldinojunior.com.br/Foto ilustrativa: http://www.noraldinojunior.com.br/

M.C.S.N. foi preso pela Polícia Civil no Campus antes de realizar a sua matrícula na instituição; ele portava uma carteira de identidade com foto e assinatura falsas. Junto com ele, estava J.C., que era o intermediário da fraude aplicada - ele recebeu R$60 mil de M.C. para que uma terceira pessoa fizesse o vestibular de medicina e conseguisse a vaga.

No dia do vestibular, em fevereiro, a pessoa contratada por J.C. apresentou uma carteira de identidade falsa, a mesma encontrada com M.C.S.N. pelos agentes da Polícia Civil. Ainda não foi identificado e encontrado o indivíduo que realizou a prova.

J.C. e M.C.S.N. foram presos por falsidade. Até o momento, procurada pela reportagem, a faculdade não se pronunciou sobre o caso.

Aguarde mais informações

Da redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados