Menu

19ª RPM apresenta balanço de 2018 e registra queda nos índices criminais pelo segundo ano consecutivo

Para a Polícia Militar, o Estado de Minas Gerais está dividido em dezenove Regiões, as quais são formadas por conjuntos de Batalhões. A 19ª Região da Polícia Militar (19ª RPM), criada em Sete Lagoas em fevereiro de 2017, é formada pelo 25º Batalhão, sediado em Sete Lagoas e responsável por doze municípios, e pela 11ª Companhia de Polícia Militar Independente (11ª Cia PM Ind), com sede em Pedro Leopoldo, responsável por outros quatro municípios.

Foto: reprodução facebook Polícia Militar Sete LagoasFoto: reprodução facebook Polícia Militar Sete Lagoas

Desde sua criação, a 19ª RPM sempre fez entrega à população de um trabalho com redução significativa de crimes, especialmente os “crimes violentos” (homicídios, extorsões mediante sequestro, sequestros e cárceres privado, roubos e violências sexuais). O ano de 2018 não foi diferente, registrando aproximadamente 1350 crimes violentos a menos do que ocorreu em 2017, ou seja, aproximadamente 40% de redução nessa incidência criminal.

Em relação aos homicídios, especificamente, houve uma importante redução em vinte e cinco casos; foram registrados 93 homicídios consumados em 2017 e 68 em 2018, no total dos dezesseis municípios da 19ª RPM. Apenas em Sete Lagoas, foram registrados 37 assassinatos em 2017, e 26 no ano de 2018.

Diversas atividades foram desenvolvidas em 2018 com o objetivo de aumentar a prevenção criminal, dentre elas a apreensão de 393 armas de fogo em toda a 19ª RPM, ou seja, mais de uma arma por dia, demonstrando o esforço realizado pelos militares para evitar o cometimento de crimes violentos, que geralmente são realizados com esses armamentos. De igual modo, foram realizadas 254 operações “Lei Seca”, visando prevenir mortes e acidentes ocasionados pela embriaguez ao volante. No total, considerando as mais diversas operações policiais militares em 2018, foram realizadas quase 19 mil operações nos dezesseis municípios da 19ª RPM.

Em relação à repressão ao tráfico de drogas, foram registradas 664 ações e operações pela Polícia Militar na Região, com apreensão de 3500 papelotes de cocaína, mais de 40 kg de pasta base de cocaína, 3800 pedras de crack e mais 53 kg de crack sob outras formas, mais de 1 tonelada de maconha prensada (1150 kg) e quase 5 mil buchas de maconha (4871 unidades).

Ações preventivas foram desencadeadas, sempre com o apoio da população, como por exemplo, o programa “Celular Seguro”, cujo objetivo é o cadastramento pela população, do IMEI dos aparelhos celulares no site da Polícia Militar, permitindo, assim, ter conhecimento no momento da abordagem, se o celular é furtado ou roubado.

Atividade inovadora foi o acompanhamento da população criminosa ativa, ou seja, visitas realizadas pelos militares nas residências de condenados a prisões domiciliares, verificando sobre o cumprimento dessas sentenças judiciais. Mais de 200 visitas foram realizadas pelos policiais. Quando o condenado não é encontrado em casa, os militares registram uma ocorrência informando o fato ao Judiciário, sendo então expedida prisão para retorno do infrator ao presídio.

No início de 2018 foi implantando o programa BSC – Bases de Segurança Comunitária -, como forma de potencializar a presença da Polícia Militar em toda a cidade, com ampliação no final do ano, totalizando seis Bases, as quais contam cada uma com dois motociclistas que atuam nas proximidades, além de dois militares que permanecem nas Bases para atendimento à comunidade. Essa estratégia aumentou a presença dos militares em conjuntos de bairros com grande circulação de pessoas.

Foto: reprodução facebook Polícia Militar Sete LagoasFoto: reprodução facebook Polícia Militar Sete Lagoas

 

Com Polícia Militar de Sete Lagoas




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados