Menu

Operação da PC mira tráfico e homicídios em BH; suspeito é morto após troca de tiros

A Polícia Civil desencadeou, nesta quarta-feira (24), a operação "Berço de Pedra" em Belo Horizonte e três cidades da região metropolitana para prender suspeitos de envolvimento no tráfico de drogas, roubos e homicídios. Um homem morreu ao trocar tiros com os policiais.

Agentes se concentraram em um campo de futebol no Padre Eustáquio. - Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoAgentes se concentraram em um campo de futebol no Padre Eustáquio. - Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foram cumpridos 12 mandados de prisão, sendo que quatro dos investigados já estavam presos. O alvo principal da corporaçaõ foi uma área conhecida como “Vila dos Marmiteiros”, no bairro Padre Eustáquio, região Noroeste da capital. De acordo com a Polícia Civil, o local é conhecido pela intensa prática do tráfico de drogas.

A ação foi desencadeada ainda em Ibirité, Contagem e Ribeirão das Neves, onde mandados foram cumpridos em estabelecimentos prisionais e endereços ligados aos alvos da operação.

"O trabalho de investigação começou há alguns meses. A princípio, se restringia a vila dos Marmiteiros, mas viu que havia atuação também na região metropolitana. Incluindo a entrada de drogas em presídios de Ribeirão das Neves", explicou o delegado Daniel Alves Amâncio, da 2ª Delegacia Noroeste da capital.

O chefe da quadrilha, de 27 anos, mesmo preso, ainda conforme a polícia, conseguia liderar os "funcionários" que estavam em liberdade. As ordens eram dadas através de visitas e também ligações.

Confronto com um morto
Durante cumprimento de mandados de busca e apreensão em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital, um homem foi baleado durante troca de tiros com policiais civis e morreu.

"O imóvel era alvo de busca, apreensão e prisão. Assim que os policiais chegaram, eles foram recebidos a tiros por esse homem e houve um revide natural. Ele acabou vindo a óbito. No local foram localizadas duas armas", explicou o delegado Daniel Alves Amâncio.

Na troca de tiros, um policial civil foi atingido por estilhaços. Ele e o homem que iniciou o confronto foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, mas o suspeito não resistiu ao ferimento.

Dados da operação
A operação mobilizou 120 policiais. Durante o dia, a corporaçã tinha como foco cumprir 44 mandados, sendo 23 de prisão cautelar e 21 de busca e apreensão. O efetivo da Polícia Civil foi composto por equipes do Primeiro Departamento da Capital, com o apoio do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico, do Departamento Estadual de Operações Especiais, do Canil da PCMG e do Núcleo de Operações Aéreas.

Esta matéria está em atualização

Com O Tempo




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados