Menu

Homem é encontrado bastante machucado em avenida na região central de Sete Lagoas

Na manhã dessa terça-feira (10), por volta de 5h39, um homem que não teve a identidade divulgada foi encontrado na Avenida Norte Sul, na região central de Sete Lagoas, próximo ao Restaurante do Trabalhador, com sinais de agressão pelo corpo.

Foto: Reprodução/Redes sociaisFoto: Reprodução/Redes sociais

Segundo informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM), um rapaz identificado como L. H. S. (25), que passava pelo local após sair do serviço, deparou-se com a vítima deitada ao chão e bastante machucada. Com isso, ele acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que compareceu no local e prestou os primeiros socorros. Logo após, a vítima foi encaminhada para o Hospital Municipal.

O solicitante informou aos militares que apenas encontrou o homem já machucado, não tendo visto o que aconteceu ou quem teria(m) sido o(s) agressor(es).

Agressão

Tem sido divulgado que a agressão aconteceu por parte de três funcionários do circo Big Brothers Cirkus. A informação teria sido contada por uma mulher, não identificada, que disse que estava junto da vítima quando o fato aconteceu. Contudo, essa versão não foi confirmada pela PM.

A reportagem do SeteLagoas.com.br entrou em contato com a organização do circo, que em nota alegou que a versão de que funcionários teriam cometido a agressão é caluniosa, tendo a equipe se concentrado em "apagar o fogo", que teria sido iniciado pelos suspeitos que invadiram a área onde o circo está posicionado. A Direção do circo alega, também, que foram furtados "cabos, fios e as baterias dos caminhões".

Leia na íntegra a nota divulgada pela empresa.

"Em atenção à imprensa e à sociedade, em virtude de notícias veiculadas no último dia, estamos aqui para esclarecer e repudiar a uma informação caluniosa sobre nossa empresa [que] atualmente está na cidade de Sete Lagoas localizada na Av Alameda Ismael Martins no Bairro Boa Vista (próximo ao restaurante do trabalhador).

A matéria em questão afirmava que funcionários do circo agrediram um morador de rua, porém não investigaram ao fundo antes de veicular a matéria.

Vale lembrar que o Big Brothers Cirkus está há mais de 15 anos [no] mercado e somos a 4ª geração da família Lestar no mundo circense, e muitas vezes é área desrespeitada por algumas pessoas.

Cada vez mais é difícil para os circos do nosso país a permanência em cada cidade, devido aluguel de terrenos, água, luz e taxas. E ao divulgarmos nossos espetáculos atraímos pessoas de todas as classes e principalmente crianças.

Nós da direção do Big Brothers Cirkus convidamos aos envolvidos neste episódio lamentável a conhecer o outro lado da história.

Na madrugada de segunda para terça invadiram o circo, não sabemos quantos. Os suspeitos tentaram realizar desastre na nossa casa. Juntaram papelão, plástico e também todas as roupas de nossos profissionais que estavam no canarinho e juntamente com todo este material inflamável com querosene que trouxeram e atearam fogo em baixo da nossa cortina, veja as fotos. Deixando claro que o material de nossa lona é a prova de fogo porém este outro material não é. Por isso o fogo se alastrou nestes componentes. A nossa sorte foi um dos artistas acordar e gritar para que todos correram para apagar o fogo. Encontramos também os mesmos itens inflamáveis, próximos ao tanque do caminhão. Além disso furtaram cabos, fios e as baterias dos caminhões.

Sobre as agressões, elas não foram realizadas por funcionários, nossa equipe se concentrou em apagar o fogo. Bom, fica aqui nosso repúdio à uma informação caluniosa sobre nossa empresa e esperamos uma retratação para que não suje o nome de uma empresa que levar arte cultura, lazer e obra social por onde passa....

Para que o público que veio e aos que queriam vir, e de repente não vieram devido a que foi veiculada, nós da direção do Big Brothers Cirkus, convidamos a todos envolvidos no incidente a conferir pessoalmente o estrago que foi realizado em nossa lona. Esperamos que as autoridades possam punir quem orquestrou essa tentativa que poderia resultar em uma tragédia, não só para os funcionários do circo mas para todo o bairro.

O Big Brothers Cirkus sempre leva a cada cidade que passa arte, cultura, lazer e campanhas sociais como espetáculos beneficentes, assim como aconteceu nas duas últimas noites, onde nossa entrada foi um quilo de alimento e toda a renda alimentícia para o fundo social, somando aproximadamente 300 quilos."

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Da Redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados