Menu

Mulher aciona a PM e diz que cunhada havia sofrido aborto e enterrado o feto no quintal de casa

Na tarde dessa quarta-feira (13), por volta das 16h46, a Polícia Militar (PM) atendeu a uma ocorrência na qual uma mulher teria sofrido ou mesmo provocado aborto nela mesma e, em seguida, ocultado o feto. A ação policial aconteceu no bairro São Bento, na cidade de Caetanópolis.

A ação aconteceu no bairro São Bento, em Caetanópolis./ Foto: Street View/ReproduçãoA ação aconteceu no bairro São Bento, em Caetanópolis./ Foto: Street View/Reprodução

De acordo com o boletim de ocorrência, os militares tomaram conhecimento de que no endereço em questão teria ocorrido um aborto de uma criança, e que o feto havia sido enterrado no quintal da residência. A equipe, então, entrou em contato com a solicitante, identificada como V. R. S. (32), que relatou que a própria cunhada, e também autora da ação, estava com grande sangramento. Ela disse, ainda, que na terça-feira (12), a mulher teria abortado uma criança.

Dessa forma, a mulher apontada como autora do ato, de nome V. F. S. (26), foi encaminhada ao hospital local e, posteriormente, ao Hospital Nossa Senhora das Graças, em Sete Lagoas.

Os militares compareceram na residência da autora, onde a solicitante havia localizado o referido feto dentro de uma bolsa e enterrado no quintal da casa. O local foi isolado e a perícia foi acionada.

A solicitante ainda relatou que a autora, no passado, havia cometido outro aborto, também com ocultação do feto, dessa vez enterrado ao lado de um curral, na fazenda onde seu ex-marido trabalha.

O feto encontrado foi removido para o Instituto Médico-Legal (IML) de Sete Lagoas.

Da Redação

Nota: Pelas leis vigentes no país, não podemos publicar nome e fotos de suspeitos de crimes cometidos ainda não julgados. O SeteLagoas.com.br segue princípios básicos e imprescindíveis do bom jornalismo.




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados