;
Menu

Câmara vota projeto da Mesa Diretora que propõe redução da verba indenizatória

A Câmara Municipal de Sete Lagoas vota, nesta terça-feira (11), o Substitutivo 02 ao Projeto de Resolução 12/2017. O texto “disciplina a aplicação de verba indenizatória em razão de atividade inerente ao exercício do mandato parlamentar no âmbito da Câmara Municipal de Sete Lagoas e revoga a resolução nº 1122/2015”.

O projeto que tem autoria da Mesa Diretora vem sendo discutido há algum tempo e não deve encontrar dificuldades para ser aprovado, uma vez que é consenso entre os vereadores que é preciso dar passo definitivo para a solução dos problemas de interpretação e conflitos ocorridos com a aplicação da verba. Com o projeto “vamos normatizar os custos da Câmara”, garante o presidente Claudio Caramelo (PRB).

Projeto da Mesa Diretora será votado na reunião ordinária desta terça-feira (11) / Foto: Ascom CâmaraProjeto da Mesa Diretora será votado na reunião ordinária desta terça-feira (11) / Foto: Ascom Câmara

Com a nova resolução a verba indenizatória para manutenção dos gabinetes pode cair de R$ 8,5 mil para R$ 2,5 mil. Depois de aprovado o texto, a locação dos veículos para os parlamentares, o gasto com combustível e os materiais de consumo serão fornecidos pela Câmara que fará licitações para a aquisição. O presidente Caramelo acredita que um período máximo de seis meses será necessário para o Legislativo se adaptar à nova realidade.

O presidente ressalta ainda que “os 16 vereadores foram ouvidos e participaram da elaboração do texto. O ganho será da Câmara, por isso todos estão envolvidos”, reforça. Na justifica do projeto, a Mesa Diretora afirma que “esta é mais uma medida de transparência feita por esta administração no sentido de fortalecer o vínculo com a sociedade e prestar conta dos serviços realizados pelos vereadores desta Casa”.

A sessão começa às 15h com transmissão ao vivo pela TV Câmara, canal 60.2. Diante da importância e relevância do assunto a Câmara Municipal se preparou para receber um grande número de pessoas para acompanhar a votação. Foram colocadas cadeiras extras no Plenário e foi montado um telão no auditório da Casa da Cultura para que todos possam acompanhar a reunião com conforto, tranquilidade e segurança.

Está prevista também a presença do presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Aluísio Barbosa, atendendo convocação do vereador João Evangelista. Na pauta explicações sobre falta de água no bairro Planalto, conforme relatado pela moradora Sônia Maria de Souza na última Reunião Ordinária do mês de março.


Da Redação com Ascom Câmara



Publicidade

Comentários   

Renato - 7 Lagoas
+3 #1 Renato - 7 Lagoas 11-04-2017 11:12
Se os gastos serão custeados pela câmara, a verba de gabinete deveria ser extinta e não reduzida a R$2.500,00. Isso aí tá com cheiro de aumento de despesa para o sofrido povo pagar.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar