Menu

Caramelo homenageia professora ícone em Sete Lagoas

O recém-construído Centro Municipal de Educação Infantil, no bairro Iporanga II, (Errata: Centro Municipal de Educação Infantil, no bairro Iporanga II, ainda não está construído) receberá o nome CEMEI Professora Dalva Soares Pires. O Executivo sancionou a Lei que determina a denominação, uma homenagem que surgiu a partir de um Requerimento do vereador, e também presidente do Legislativo, Cláudio Caramelo (PRB), pela valorização da professora, que sempre lutou pelos profissionais da educação e por uma educação pública de qualidade.

Escola receberá o nome da Professora Dalva Soares Pires / Foto: DivulgaçãoEscola receberá o nome da Professora Dalva Soares Pires / Foto: Divulgação

“Dalva foi um exemplo de ser humano e uma escola levando o nome dela será motivo de orgulho e exemplo para os que ali trabalharem e estudarem”, ressaltou Caramelo. “Tive o prazer de conviver com ela, que foi uma das principais influências para que eu ingressasse na vida política. Fico feliz pelo Executivo ter acatado meu Requerimento para poder homenagear tão valorosa pessoa”, finalizou.

Quem era Dalva

Dalva Soares Pires nasceu em Sete Lagoas no dia 20 de dezembro 1935, filha de Clarindo Soares de Oliveira e Cenira Marques de Assis de Oliveira. Foi casada com Gerson Roberto Pires, mãe de quatro filhos (Carmen, Ana Amélia, Gerson e Miguel) e avó de seis netos.

Ela iniciou os estudos na Escola Sagrado Coração de Jesus e deu continuidade na Escola Técnica de Comércio, onde fez o curso de Contabilidade, chegando a atuar como contadora. Dalva fez Curso Normal de Formação de Professores das escolas primárias de Matozinhos.

Mesmo com tantos afazeres de mãe e esposa, além do trabalho em escritório, ao terminar o curso, logo foi nomeada como professora, tendo ensinado em algumas das boas escolas públicas de Sete Lagoas. A última em que trabalhou foi a Escola Estadual Professor Rousset, onde lecionou Práticas Comerciais. Ao passar dos anos, Dalva descobriu e fortaleceu a vocação para lutar por direitos políticos e sociais.

Assim, ingressou na carreira política, lutou e participou de várias ações e manifestações, tanto em nível local, quanto estadual e federal, sempre em prol de todos, na área educacional, organização e na valorização dos trabalhadores em educação, na criação, organização e fortalecimento do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação/MG (Sind-UTE).

Era uma pessoa otimista, de muita fé e incansável na luta por aquilo que acreditava. Era alegre, corajosa e tinha um senso de justiça admirável. Contribuindo com seu exemplo na educação de muitos jovens sete-lagoanos.

Na juventude, gostava de esporte e sua prática preferida era o vôlei. Jogou e competiu por vários anos. Gostava de cantar, tinha uma bela voz e fez parte do Coral da Igreja Sant'Ana até o fim da vida.

Dalva faleceu no dia 16 de setembro de 2010, deixando muita saudade a todos que a conheceram.


Da Redação com Ascom Caramelo



Publicidade
Publicidade

Comentários   

Iara
+1 #1 Iara 05-07-2017 13:16
Merecida homenagem!
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar