Menu

Câmara Municipal de Sete Lagoas revoga licitação de buffet da comemoração de 150 anos da cidade

Foi publicado no Diário Oficial do Município de Sete Lagoas - DOM, nesta segunda-feira (13), o cancelamento do processo licitatório que contrataria os serviços de buffet para a cerimônia de comemoração dos 150 anos do Município de Sete Lagoas, evento que irá acontece no salão do Clube Náutico de Sete Lagoas no dia 22 de novembro às 19h.

 Licitação foi revogada pelo Presidente Cláudio Caramelo/Foto: DivulgaçãoLicitação foi revogada pelo Presidente Cláudio Caramelo/Foto: Divulgação

A decisão foi tomada pela Câmara Municipal após o grande clamor que se apresentou nas redes sociais contrário ao uso de dinheiro público para ser gasto em festa de comemoração do aniversário da cidade.

Diversos itens da contratação foram objetos de questionamento nas redes sociais, principalmente bebidas alcoólicas.

Alguns dos vereadores apresentaram requerimento pedindo o cancelamento da licitação o que foi atendido pela presidência da Casa Legislativa.

Veja nota do Presidente Cláudio Nascif Caramelo:

"Sobre a repercussão do evento que vai homenagear pessoas que contribuem com o desenvolvimento de Sete Lagoas nos seus 150 anos, quero esclarecer algumas situações.

A primeira delas é que poucas pessoas estão preocupadas como eu com a situação financeira da cidade. Por esse motivo, desde o início da atual gestão, trabalhei para otimizar os gastos do Legislativo. Com a diminuição da verba indenizatória e a resolução 1122 conseguimos uma economia de R$ 30 mil, todos os meses, em relação ao que era gasto anteriormente. Esse valor será revertido em benefício da cidade.

Tudo o que fazemos para gerir a Câmara Municipal é dentro da legalidade e com total transparência. Trabalho dessa maneira por responsabilidade e porque acredito na gestão que desenvolvemos.

O segundo esclarecimento é que devemos tratar com conforto e respeito as pessoas que contribuem com a cidade e que serão homenageadas pelo Poder Legislativo. Por se tratar de um evento longo, não podemos deixar essas pessoas com fome e sede.

Seria uma falta de educação e respeito.

Por fim, entendo que a cidade, o município e o país atravessam grave crise política e financeira. Por esses motivos e por respeitar a opinião de quem representamos, o pregão presencial 20/2017 foi revogado. Não faço uso de bebida alcóolica, mas respeito quem faz. Não serviremos bebida alcóolica no evento, mas vamos receber as pessoas homenageadas com todo o respeito que merecem.

Quero, porém, ressaltar que lamentamos o ocorrido, da mesma forma como lamentamos que algumas pessoas fizeram desse fato, um ato político, tentando confundir a população sobretudo na competência institucional de cada órgão. Misturam prefeitura, com hospital filantrópico, com repasse federal para farmácias populares, pavimentação e Câmara Municipal, num claro intuito de desqualificar a Câmara e enganar os cidadãos.

A Câmara Municipal, no que lhe compete, está cada vez mais comprometida com a transparência, com a aplicação das melhores práticas de gestão e com a ética na sua atuação institucional.

Atenciosamente

Cláudio Caramelo

Presidente da Câmara Municipal de Sete Lagoas"

Acompanhe mais informações pelo site SeteLagoas.com.br.

Da Redação



Publicidade
Publicidade

Comentários   

julio Macedo
+1 #4 julio Macedo 16-11-2017 18:51
Já que a grande maioria da população não tem discernimento pra votar , então, o único meio de pararmos com a festa destes parasitas e sangue sugas é parar m coletivo de pagar impostos a começar pelo IPTU,
Citar
João Carlos
+4 #3 João Carlos 15-11-2017 21:16
O pessoal reclama mas toda eleição lá tão eles de novo votando nos mesmos. Saí ano entra ano e não vejo nada de concreto feito por esses funcionários públicos bem remunerados contratados pelos mesmos que estão reclamando hoje. Acorda pessoal, tem que mudar, tem que demitir esses funcionários e contratar gente nova, honesta e com boas ideias. A população não precisa de comemoração de aniversário de cidade, e sim de melhoria de vida, como emprego, moradia, educação, lazer. Será que se cada vereador tirasse do bolso 10 por cento de todos seus ganhos no mês daria pra ajudar aqueles que realmente precisam de uma solução rápida para algum problema em sua vida seja pessoal ou que atenda a um grupo de pessoas. Eu entendo que um político foi escolhido para atender necessidades de um povo, então nada mais sensato em tirar um pouco do bolso para ajudar, afinal o que entra no seu bolso sai do bolso daqueles que os empregaram certo? Acorda pessoal.
Citar
Carlos
+5 #2 Carlos 14-11-2017 19:04
Muito papo furado e pouca ação isso sim. Deviam procurar resolver os problemas da cidade que esta um LIXO cheia de buracos, principalmente os buracos abertos e não tapados do SAAE e os que eles taparam igual o nariz deles. Fazer festinha com nosso dinheiro é fácil. Fiquem espertos pois a população está de saco cheio das safadezas da classe política.
Citar
Sebastião
+31 #1 Sebastião 14-11-2017 04:36
Belo discurso Caramelo, os seus homenageados não podem ficar com fome nem sede. Isto é piada né.
Sejam menos demagogos, o povo está cansado de blá blá blá.
Usam a inteligência de vcs pra coisas mais úteis.
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar