Menu

Servidores da Câmara Municipal são exonerados por investigação dos empréstimos consignados

A Câmara Municipal de Sete Lagoas decidiu, por meio de processo adminstrativo, exonerar quatro servidores da casa, numa investigação de empréstimos consignados feitos de forma lesiva junto à Caixa Ecônomica Federal.

Foto: Alan JunioFoto: Alan Junio

Em divulgação no Diário do Legislativo nesta sexta-feira (2), foram divulgados as exonerações com ressalvas de que "são de natureza gravíssima, pois ocasionou prejuízo à Adminstração". Foram divulgados as siglas dos servidores M.P.S.T., W.T.P., Z.R.D.S, G.A.M.F..

Além da exoneração dos citados, foram arquivados outros processos contra servidores por falta de provas que imputassem ao crime.

Este escândalo tornou-se público no segundo semestre de 2015, quando foi percebido em auditoria da Câmara Municipal uma desvio no setor financeiro do poder legislativo - funcionários contratados contraíram empréstimos juntamente à Caixa; logo após, este funcionário era demitido e o valor do empréstimo era pago com o orçamento da Câmara.

O Ministério Público abriu inquérito para investigar 97 pessoas, entre servidores e edis que estariam envolvidos no esquema - desde então, o legislativo abriu investigação para apurar os desvios.

Confira aqui mais sobre o escândalo dos empréstimos consignados:

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/30351-dinheiro-publico-foi-usado-para-pagar-dividas-de-funcionarios-da-camara-e-pf-vai-ser-acionada

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/40787-camara-instaura-quase-100-processos-para-apurar-emprestimos-consignados

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/36339-camara-comeca-a-reaver-dinheiro-publico-gasto-em-emprestimos-consignados

Da redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados