Menu

ATUALIZAÇÃO: Câmara ratifica exoneração de funcionários por escândalo dos empréstimos consignados

Foi publicada na tarde desta quarta-feira (11) no Diário do Legislativo a ratificação da exoneração de dois servidores da Câmara Municipal por investigação do escândalo dos empréstimos fraudulentos.

Foto: Câmara Municipal de Vereadores de Sete Lagoas Foto: Câmara Municipal de Vereadores de Sete Lagoas

Três servidores do Legislativo entraram com recurso para reversão de suas exonerações por conta do imbróglio - somente um conseguiu voltar para a Câmara. Os processos estão na Procuradoria Jurídica do órgão.

A publicação no diário foi referente à análise dos recursos sobre a investigação dos empréstimos consignados. Os servidores M.P.S.T. e Z.R.D.S. continuam exonerados dos cargos e G.A.M.F. foi reconduzido, segundo a publicação, por ter "ressarcido o erário". 

Em fevereiro deste ano, foi publicado a exoneração de quatro servidores por conta do escândalo, sendo ressaltado na condenação "de natureza gravíssima, pois ocasionou prejuízo à Adminstração". Outros processos foram arquivados por falta de provas.

Este escândalo tornou-se público no segundo semestre de 2015, quando foi percebido em auditoria da Câmara Municipal uma desvio no setor financeiro do poder legislativo - funcionários contratados contraíram empréstimos juntamente à Caixa; logo após, este funcionário era demitido e o valor do empréstimo era pago com o orçamento da Câmara.

O Ministério Público abriu inquérito para investigar 97 pessoas, entre servidores e edis que estariam envolvidos no esquema - desde então, o legislativo abriu investigação para apurar os desvios.

Confira aqui mais sobre o escândalo dos empréstimos consignados:

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/30351-dinheiro-publico-foi-usado-para-pagar-dividas-de-funcionarios-da-camara-e-pf-vai-ser-acionada

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/40787-camara-instaura-quase-100-processos-para-apurar-emprestimos-consignados

http://setelagoas.com.br/noticias/politica/36339-camara-comeca-a-reaver-dinheiro-publico-gasto-em-emprestimos-consignados

Da redação




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados