Menu

PT pretende mesmo lançar Dilma na corrida por uma vaga ao Senado

Muito se especulou no PT, nos últimos dias, sobre a possibilidade da ex-presidente Dilma Rousseff substituir o governador Fernando Pimentel na disputa pela reeleição. Há quem dissesse ainda que a petista não seria candidata a nada, para não melindrar ainda mais o relacionamento com o MDB.

Foto: http://educadora909.com.brFoto: http://educadora909.com.br

Mas o PT pretende mesmo lançar Dilma na corrida por uma vaga ao Senado. A pré-candidatura, no entanto, será referendada apenas na convenção. 

Até lá, a petista participa de atos em Minas. Nos próximos dias, por exemplo, irá lançar a pré-candidatura de Lula à Presidência da República. 

MDB: sem falar a mesma língua 

Os emedebistas seguem divididos sobre o futuro eleitoral do partido. Ontem, o deputado federal Fábio Ramalho cobrou diálogo dos colegas. “Ainda não fizeram reunião para discutir isso. Temos que sentar e conversar”, afirmou. 

Ao ser questionado sobre quem deveria convidar a bancada para a reunião, disse que seria o presidente da Assembleia Adalclever Lopes. “Ele não nos chamou”, completou Ramalho. O MDB até tem feito reuniões, porém, não está batido o martelo sobre as eleições no Estado.

Um grupo defende a candidatura-própria com o nome de Adalclever. No entanto, as bancadas federal e estadual preferem manter a união com o PT. Eles acreditam ser mais fácil eleger deputados na coligação. 

“É o melhor para as bancadas. Mas, estamos prontos para sentar e conversar”, finaliza Ramalho. 

Lacerda recebe apoio

O ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda (PSB) conseguiu viabilizar sua pré-candidatura ao governo de Minas. Ele recebe oficialmente hoje o apoio do PDT, do presidenciável Ciro Gomes, e do Pros.

Os dois partidos e o PSB darão cerca de dois minutos no horário eleitoral gratuito ao socialista. São nove a serem divididos entre os pré-candidatos. Lacerda temia ficar sem um tempo razoável para consolidar a empreitada. 

Agora, além de se viabilizar, ele ainda sentirá-se confortável em ter o partido de Ciro do mesmo lado. Os dois são amigos de longa data, mas o PDT flertava também com o PT. 

Anastasia em pré-campanha

O senador Antonio Anastasia (PSDB) passou a percorrer o interior consolidando a sua pré-candidatura ao governo mineiro.

Aplicativo

Se as eleições deste ano serão mais virtuais, tem candidato que já entrou na onda. Jair Bolsonaro, por exemplo, tem ampla gama de seguidores nas redes sociais.

Para não ficar de fora, o tucano Geraldo Alckmin lança um app para ouvir os eleitores. É o Talckmin.

Da Redação com Hoje em Dia




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados