Menu

Série especial Eleições 2018: conheça o candidato a deputado federal Ramsés de Castro (PMN)

As eleições deste ano acontecerão no dia 7 de outubro. Na oportunidade, os eleitores irão votar para presidente, governador, senador e deputado estadual e federal.

As eleições 2018 acontecem em 7 de outubro/ Foto: reprodução internetAs eleições 2018 acontecem em 7 de outubro/ Foto: reprodução internet

Com o objetivo de oferecer ao leitor informações sobre quem pode representá-lo na Assembleia Legislativa de Minas e na Câmara dos Deputados em Brasília, o site Setelagoas.com.br abrirá espaço diário para que candidatos a deputado estadual e federal de Sete Lagoas e região, apresentem ao público suas principais propostas.

Com um modelo padrão enviado a cada candidato, eles tiveram a oportunidade de transmitir suas ideias. Publicaremos um candidato por dia.

Conheça mais sobre o candidato a deputado federal RAMSÉS DE CASTRO do PMN:

Ramsés de Castro do PMN/ Foto: DivulgaçãoRamsés de Castro do PMN/ Foto: Divulgação

APRESENTAÇÃO DO CANDIDATO

Ramsés Maciel de Castro tem 39 anos, é solteiro, natural de Belo Horizonte, mas reside em Sete Lagoas há sete anos. É filiado ao Partido da Mobilização Nacional (PMN). Seu nome de urna é Ramsés de Castro.

RESUMO DA TRAJETÓRIA POLÍTICA

Ramsés de Castro é Renovação na Política. Embora já tenha exercido cargos públicos efetivos por 17 anos, nunca exerceu mandado político. Foi Presidente do Diretório Central dos Estudantes da PUC Minas, já participou de vários movimentos sociais e tem engajamento na Igreja Católica há mais de 20 anos.

PERGUNTAS AO CANDIDATO:

Setelagoas.com.br: Por que se considera apto a representar a nossa região e o nosso Estado na Câmara dos Deputados?

Ramsés de Castro: Sou uma pessoa honesta e transparente. Criarei o Mandato Coletivo, Participativo e Online. Quem vai decidir as votações e as destinações de verbas, será o meu eleitor. E tudo será divulgado com antecedência. Sou o único que renunciou em cartório às mordomias de deputado, além de doar 40% do salário para caridade. Sou também o único graduado em Administração Pública e Direito, além de não ter “rabo preso”, ou seja, modéstia à parte sou o mais capacitado para legislar e fiscalizar o Governo.

Setelagoas.com.br: Como você acredita que pode contribuir para a política brasileira?

R.C.: Imagine um cristão fiel e um bom conhecedor das leis e da Administração Pública na política. Serei uma pedrinha no sapato de muitos. Meu Deus é Jesus Cristo, não o dinheiro. Serei um grande combatente da corrupção bem como um grande defensor da Justiça Social, lutando pelos mais pobres e pela classe média, por menos impostos e mais eficiência do Estado. Serei um fiscalizador “chato” que fiscalizará o Governo, um parlamentar que mobilizará o povo e apresentará projetos de lei de relevância.

Setelagoas.com.br: Qual é a sua avaliação quanto ao atual cenário político mineiro e brasileiro?

R.C.: O cenário político é de corrupção e descredibilidade em relação aos políticos e às instituições governamentais, e o povo está indignado e descrente com os políticos tradicionais. Eu também estou. Por isso, meu nome tem ótima aceitação, pois sou Renovação, uma vez que, pela primeira vez, disputo um cargo eletivo e tenho o nome 100% limpo. Embora eu tenha muita experiência com Administração Pública e Legislação, nunca sequer disputei uma eleição, nem sou filho ou parente de políticos.

Setelagoas.com.br:  Como se posiciona em relação aos recorrentes escândalos nacionais de corrupção, e que papel seu partido tem no combate a esses crimes e aos políticos que os cometem?

R.C.: Fico revoltado. Tenho repugnância de corrupção, pois amo a verdade e, vencendo, farei um mandato coletivo e transparente. Infelizmente, a corrupção está junto à maioria dos políticos e a uma parte minoritária do povo, mas está. Acredito que dentre os partidos, o PMN é um dos melhores, mas cada pessoa responde por si. Dinheiro não me sobe à cabeça e não me corromperei. Inclusive, defendo aumento das punições penais, civis e administrativas para os que praticarem atos de corrupção e danos ao erário.

Setelagoas.com.br: Tem algum posicionamento sobre os altos salários recebidos pelo Executivo, Legislativo e Judiciário? Pretende fazer algo a respeito?

R.C.: Falar é fácil e todos candidatos falam. Eu, porém, combato abusos com atitudes. Por isso, em 17 de agosto, fui ao Cartório e renunciei aos privilégios de um deputado federal. Vou lutar contra essas mordomias sustentadas pelo o povo, de modo que sobrem mais recursos para outros investimentos importantes. Renunciei a 40% do meu salário, caso eleito. Em Neves, como Procurador, também sou contra abusos salariais. Eu defendo que os servidores públicos e os detentores de cargos eletivos recebam por produtividade e sejam periodicamente avaliados.

Setelagoas.com.br: Apresente suas ideias para melhorar as seguintes áreas da política pública: 1- Segurança 2 - Educação 3 - Saúde.

R.C.: 1-Modificar a legislação com aumento das punições para crimes que envolvam corrupção ou violência. Cobrar estadia nas prisões; investir mais em câmeras em áreas públicas; melhorar as políticas de combate ao tráfico de drogas e de armas. 2- Lutar pela valorização dos profissionais; por mais cursos técnicos e pela melhoria dos CEFETs e IFET; por escolas com horário integral e políticas de socialização; aperfeiçoar currículos escolares, etc. 3- Investir em profissionais da área; melhorar infraestruturas; fiscalizar e garantir os investimentos para a saúde; trazer verbas para a conclusão do Hospital Regional e para o HNSG; ampliar as Farmácias Populares, etc.

Setelagoas.com.br: De quais formas pretende atuar na legislação e fiscalização dos recursos públicos?

R.C.: Meu perfil é de fiscalizador. Quero fiscalizar o governo federal com firmeza e o farei, pois sou um candidato que somente deve favor ao povo. Fiscalizarei os órgãos e entidades federais, inclusive autarquias. Na legislação, lutarei por mais direitos, como os direitos previdenciários e trabalhistas, pelas Reforma Política, Financeira e Tributária, de modo a haver mais justiça social no nosso País.

Por Nubya Oliveira




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados