Menu

Durante Reunião Ordinária, vereadores lamentam falecimento do comunicador Rozalvo Faria

A morte do comunicador Rozalvo Faria, nessa terça-feira (30), foi muito lamentada durante a Reunião Ordinária desta semana. Todos os vereadores que usaram a comunicação pessoal lembraram de passagens com Rozalvo que perdeu a luta contra um câncer. Gilson Liboreiro (PHS) apresentou um vídeo em homenagem ao apresentador que militou durante mais de três décadas na imprensa da cidade.

Foto:Câmara Municipal De Sete Lagoas/ Na pauta de votações todos os textos do dia foram aprovados

Fabrício Nascimento (PRB) disse que Rozalvo “fará muita falta”. O programa Radar acompanhava de perto vários eventos culturais da cidade o que fez com que diversos segmentos da cidade lamentassem a perda. O prefeito Leone Maciel divulgou nota solidarizando com a família.

Renato Gomes (PV) divulgou foto com o apresentador e chamou de “perda muito grande para a comunicação de Sete Lagoas”, o passamento. A vereadora Gislene deixou sua solidariedade à família e lembrou da trajetória dele na área da educação. “Foi também um grande profissional como educador”, disse ela que foi vice-diretora de Rozalvo.

O presidente Caramelo (PRB) também se manifestou e disse que o apresentador não teve tempo de receber o título de Cidadão Honorário. “Já tinha feito o projeto e comunicado a ele que ficou muito satisfeito. Mas, infelizmente, Deus não deu tempo para que ele pudesse receber. Fica o reconhecimento pelo trabalho e as condolências para a família”, disse antes de propor uma moção de pesar para que todos os vereadores possam assinar.

Na pauta de votações todos os textos do dia foram aprovados. Com ausência justificada, o vereador Gonzaga (PSL) não participou da sessão.

PLO

Na Pauta de PLOs o 375/2018 é do Chefe do Poder Executivo e “altera a lei nº 7.266 de 31 de agosto de 2006 que “estabelece a proteção do patrimônio cultural”. Também do Executivo, o PLO 319/2018 “institui o programa municipal de parcerias público-privadas e dá outras providências”.

O PLO 350/2018, do vereador Zé do União (PSL), “institui o dia municipal do fisioterapeuta no município de Sete Lagoas e dá outras providências”.

O PLO 286/2018 de Marli de Luquinha “dispõe sobre a afixação de cartaz em revendedoras e concessionárias de veículos estabelecidas no município de Sete Lagoas, informando sobre isenções tributárias específicas, concedidas às pessoas com deficiência”. E o PLO 321/2018 de João Evangelista (PSDB) “institui “o dia municipal do porteiro” e dá outras providências. PLO 305/2018 Beto do Açougue “dispõe sobre a instituição do projeto semana municipal do urbanismo”.

PELOM

Foi aprovada também, com voto contrário do vereador Gilson Liboreiro (PHS), a Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município (PELOM) 3/2018 que “altera o caput do art. 63 e § 1º do art. 63 da Lei Orgânica Municipal de Sete Lagoas”. O texto tem autoria conjunta de todos os vereadores, exceto do autor do voto contrário.

APL

O vereador Rodrigo Braga teve votado quatro Anteprojetos de Lei (APL); O 499/2018 “dispõe sobre a transcrição para a grafia do sistema braile da nomenclatura das linhas do sistema coletivo de transportes nos referidos pontos de embarque e desembarque de passageiros”. O APL 500/2018 “institui o programa rua 24 horas, no município de Sete Lagoas e dá outras providências”. Já o APL 497/2018 “dispõe sobre a criação do programa informática nas escolas e dá outras providências”. E o APL 498/2018 “dispõe sobre a obrigatoriedade da colocação de placas biográficas explicativas a respeito da denominação dos prédios públicos da administração”.

Os APLs 527/2018 e 526/2018 são de Marli de Luquinha (PSC); O 527 “dispõe sobre regras para Smart Cities (cidade inteligentes) e dá outras providências”. E o APL 526/2018 “cria diretrizes para implantação do sistema de georeferenciamento das estradas rurais e emplacamento das propriedades rurais do município de Sete Lagoas”.

Marcelo Cooperseltta (MDB) assina o APL 537/2018 que “institui o programa municipal de parcelamento de multas de trânsito de competência do município e dá outras providências”. O APL 529/2018 que "dispõe sobre a atualização do acervo da biblioteca municipal de Sete Lagoas e dá outras providências". E o APL 530/2018 que "dispõe sobre a compensação de crédito de Imposto Sobre Serviço de qualquer natureza (ISS) em tributos municipais, taxas, multas e contribuições do município de Sete Lagoas e dá outras providências".

O APL 559/2018 é de Milton Martins e “cria no município de Sete Lagoas a central do empresariado junto à prefeitura municipal”. Já o APL 551/2018 "dispõe sobre a disponibilização de cursos práticos e teóricos sobre maternidade para famílias de baixa renda, e dá outras providências." E o APL 552/2018 "proíbe o uso e a comercialização de agrotóxicos que contenham os princípios ativos que especifica no município de Sete Lagoas e dá outras providências”.

Zé do União teve votado o APL 569/2018 que “determina a realização de processo de sanitização periódica no município de Sete Lagoas e dá outras providências”. Na área da iluminação pública, o Anteprojeto 533/2018, da vereadora Gislene Inocêncio (PSD) “dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de lâmpadas de led na rede de iluminação pública em novos loteamentos e empreendimentos imobiliários no município de Sete Lagoas”.

E o APL 554/2018, que tem autoria dos vereadores Gislene e Beto do Açougue, “dispõe sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos agropecuários, pet shop ou similares de Sete Lagoas, registrarem os animais adotados em termo de adoção e de apresentá-lo sempre que solicitado e dá outras providências”.

Fechando a pauta de APL, o 550/2018, de Pr. Alcides, “institui no município de Sete Lagoas o programa doadores do futuro e dá outras providências”.

PDL

Para entrega de honrarias foram apreciados alguns textos. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 16/2018, de Renato Gomes, “concede cidadania honorária a Cláudia Leocádio Dias”. O PDL 22/2018 é de João Evangelista (PSDB) e “concede diploma de mérito a Vania Geralda Diniz Porto Tavares”. O PDL 23/2018, de Pr. Alcides, prevê que “fica concedido o título de cidadania honorária a Ricardo Nunes Franco”.

O PDL 31/2018 é de Ismael Soares e concede “o título de cidadão honorário a Izar da Silveira Santos”. Marli de Luquinha assina o PDL 36/2018 que trata do “diploma de mérito a associação beneficente Grupo Mão Amiga de Sete Lagoas”. Também de Marli, o PDL 39/2018 “concede diploma de mérito ao grupo Abrace”. Por fim, Pr. Alcides terá votado o PDL 40/2018 que “concede cidadania honorária ao ilustríssimo reverendíssimo Dom Aloísio Vitral”.


Com AsCom Câmara Municipal De Sete Lagoas




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados