Menu

Hospital Regional é tema de reunião entre prefeito de Sete Lagoas e secretários do governo estadual

O prefeito de Sete Lagoas Duílio de Castro pariticipou, na última sexta-feira (15), de uma reunião oficial na Cidade Administrativa para tratar das obras paralisadas do Hospital Regional. Ele foi recebido pelo secretário estadua de Saúde, Carlos Eduardo da Silva, o secretário adjunto de Saúde, Bernardo Ramos, e o secretário estadual de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos.

Foto: Ascom Prefeitura de Sete Lagoas/DivulgaçãoFoto: Ascom Prefeitura de Sete Lagoas/Divulgação

De acordo com a Prefeitura, na reunião foram definidas estratégias para buscar soluções do projeto que já recebeu mais de R$ 66 milhões de investimento. "Este é um projeto de grande interesse. Temos que encontrar alternativas para que esta obra de responsabilidade do Estado seja finalizada", comentou o prefeito.

Ainda segundo a Prefeitura, o primeiro passo do atual Governo de Minas será a abertura de um Chamamento Público a fim de reunir diversas correntes da sociedade em prol do mesmo objetivo. A expectativa é que a iniciativa coordenada pelo poder público atraia instituições públicas, privadas, além de centros universitários que oferecem cursos na área de saúde. "A situação financeira do Estado é delicada, mas com criatividade e propostas bem direcionadas podemos fazer muito", avalia o prefeito Duílio de Castro.

O Chamamento Público já está sendo preparado pela equipe do governo estadual e deverá ser publicado no próximo mês.

Hospital Regional

A Secretaria de Saúde de Sete Lagoas depende de repasses do Governo do Estado de Minas Gerais para concluir as obras do Hospital Regional, já que é uma obra que atenderá à população de mais 34 cidades da região. A Prefeitura de Sete Lagoas é responsável pela execução das obras, mas seu financiamento é exclusivo do Estado.

Atualmente, existe um convênio em vigência (2103/2013), no valor global de R$ 37.952.747,68 para conclusão do projeto. No entanto, sem o repasse do recurso, as obras não podem ser retomadas.

As obras do Hospital Regional foram iniciadas em 6 de junho de 2011, de acordo com a ordem de serviço inicial, no ato da assinatura do contrato, e contempla a construção em terreno de 40.000 m².

A construção foi paralisada em 14 de maio 2015, em razão da ausência de recursos advindos do convênio celebrado com o Estado de Minas Gerais. Conforme assessoria de imprensa, a Prefeitura de Sete Lagoas tem grande interesse em retomar a obra, que será fundamental para o atendimento de toda a população da cidade e da região.

Com Ascom PMSL




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados