Menu

Sete Lagoas > Notícias > Política

142.775 eleitores estão aptos para votar em Sete Lagoas

142.775 eleitores estão aptos para votar em Sete Lagoas

 
Na eleição deste ano, 142.775 eleitores estão aptos para votar em Sete Lagoas. Conforme consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a maioria do eleitorado de Sete Lagoas tem entre 25 a 34 anos - com 24.21% - o que equivale a 34.559 votos válidos. Em segundo, fica o eleitoral entre 45 a 59 anos – 23.52%, ou 33.578 votantes. O interesse dos jovens pela política ainda é baixa: na faixa etária entre 16 e 17, onde o alistamento é facultativo – apenas 1.27% estão aptos a votar – o que resulta 1814 eleitores. A população entre 35 a 44 anos representa 20.9% dos votos.

Dos 142.775 eleitores, 37,09 % (equivalente a 52.962 pessoas), não completaram o primeiro grau de instrução. Do total, apenas 3.32% - ou 4.740 votantes - tem curso superior.  A baixa escolaridade não é “privilégio” somente de Sete Lagoas. O Brasil tem pouco mais de 4.558 milhões de eleitores que concluíram o Ensino Superior. Está assim o “ranking”: primeiro grau incompleto (37.09%); segundo grau incompleto (22.27%); segundo grau completo (13.48%); lê e escreve (11.54%); primeiro grau completo (7.17%); superior completo (3.32%); analfabeto (2.96); superior incompleto (1.58%); não informado (0.7%). Por outro lado, aumentou o número de pessoas vão votar pela primeira vez: em julho de 2004 – na última eleição municipal - eram 131.916 eleitores e hoje, quatro anos depois, são 142.775, o que equivale a um aumento de 8.23%.



O que pode e o que não pode no dia da eleição:


* Manifestações:
É proibida a aglomeração de pessoas portando bandeiras e flâmulas ou com roupas identificadas com candidato ou partido, de modo a caracterizar manifestação coletiva. Proibido, também, o uso de alto-falantes e/ou amplificadores de som, comício ou carreata.

* Lei Seca
No dia das eleições a venda ou distribuição de bebidas alcoólicas está proibida em todo o território estadual,  das quatro às 21 horas de domingo. A proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas, conhecida popularmente como “Lei Seca”, é regulamentada em cada Estado por seus respectivos órgãos de segurança pública, com o objetivo de manter a ordem e a segurança no dia da eleição, cabendo-lhes a fiscalização e o cumprimento dessa determinação.

* Boca-de-urna:
Consiste em fazer, no dia da eleição, a distribuição de material de propaganda política, inclusive volantes e outros impressos, bem como na prática de aliciamento, coação ou manifestação, tendentes a influir na vontade do eleitor. A boca-de-urna é considerada crime.

* Pesquisas eleitorais:
As pesquisas realizadas podem ser divulgadas a qualquer tempo, inclusive no dia das eleições. No entanto, aquelas realizadas no dia do pleito somente poderão ser divulgadas a partir das 17 horas nos municípios em que a votação já estiver encerrada.

* Fornecimento gratuito de transporte a eleitores :
 Constitui crime eleitoral. Somente a Justiça Eleitoral, nos termos da lei, poderá requisitar os veículos e embarcações necessários para realizar o transporte gratuito de eleitores residentes em zonas rurais, no dia da eleição. Até quinze dias antes da eleição o Juiz Eleitoral, se for o caso, divulgará o quadro geral de percursos e horários programados para o transporte.

* Prisões no dia da eleição:
Nenhuma autoridade poderá, do dia 30 de setembro (1º turno) e 21 de outubro (em casos onde houver 2º turno), até 48 horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor. O cidadão só pode ser preso em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo- conduto.

* Uso de santinhos e colinhas:
Para diminuir o tempo e facilitar a votação, a Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor leve anotado o número dos seus candidatos em colinhas ou então que leve para a cabine de votação o santinho do candidato escolhido.

* Uso de telefone celular na hora de votar:
Não é permitido entrar na seção eleitoral portando aparelho de telefone celular ou qualquer outro equipamento de rádio comunicação ligado.

Fonte: http://www.tre-mg.gov.br/noticias

 

Da redação - Sete Dias
Celso Martinelli

Links patrocinados