Menu

Coluna / Tempo Esportivo / Campeonato Regional tem sequência com muitos gols e triunfos de visitantes

Primeiro Tempo

Foto: www.atribuna.com.br

Thiago Larghi tem feito um bom trabalho no Atlético. Por tudo que já aconteceu na temporada, com várias contratações, muitos jogadores vendidos e emprestados e lesões complexas de alguns titulares, os resultados obtidos chegam a ser até surpreendentes.

Na última partida contra o Santos, por exemplo, após um início de jogo bom e do gol marcado, o time voltou a oscilar e foi pressionado pelo adversário, que acabou conseguindo o empate. Na etapa final, com as entradas de Cazares e Luan a equipe melhorou sensivelmente e conseguiu o triunfo sem maiores dificuldades. O equatoriano, que esteve muito próximo de deixar o Atlético, foi importantíssimo na vitória. Foi dele a jogada no lance do segundo gol do Galo no jogo, o primeiro de Ricardo Oliveira. Cazares, com novos concorrentes na posição (como Nathan e David Terans), pode render mais no segundo semestre, desde que tenha foco e concentração no trabalho.

Algumas questões conceituais chamam a atenção no treinador alvinegro: Thiago Larghi é rigoroso quando o assunto é a denominação de jogadores como "volantes". Para ele, volante é só o "camisa 5", o jogador que atua à frente da defesa e tem obrigações quase que exclusivamente defensivas. Dali para frente, todos são meias na visão do técnico do Galo. Acontece que, entre esses meias, alguns são mais marcadores que outros. Matheus Galdezani, por exemplo, chega ao ataque também, mas sempre foi um marcador. Ele vinha sendo titular. Por isso, Elias vai ganhando mais espaço no elenco.

Na lateral esquerda, Hulk tem dado conta do recado na ausência de Fábio Santos. O garoto tem consciência tática e não compromete. Se lança ao ataque só quando pode fazer isso sem prejudicar a defesa. Fábio Santos é titular absoluto, mas a ausência dele por algumas partidas acabou sendo importante para Larghi trabalhar mais essa alternativa. Não há necessidade de se contratar outro atleta para este setor.

Também pode-se afirmar que Larghi é inteligente quando coloca, sem medo, os novos jogadores do Atlético em campo. Dos sete que chegaram na pausa da Copa, o único que ainda não estreou é Leandrinho, que estava de férias antes de assinar com o Galo e faz uma espécie de pré-temporada individual para readquirir a forma física ideal. Os outros vão, aos poucos, mostrando serviço e ainda carecem de maior adaptação.

Domingo, no fechamento do primeiro turno, o Atlético enfrenta o Botafogo no Rio de Janeiro. Se vencer, termina a primeira etapa do Campeonato Brasileiro com 33 pontos.

Exatamente a metade da pontuação que deverá precisar para garantir uma das vagas na Copa Libertadores da América de 2019. Depois de tudo que já aconteceu com o clube nesta temporada, se esse objetivo for alcançado já será algo passível de comemoração!

Segundo Tempo

Para o América há um grande dilema na cabeça no técnico Adilson Batista. Domingo, o time enfrenta o Fluminense no fechamento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O jogo será às 19 horas no Estádio Independência. Ainda não se sabe se ele vai montar um esquema mais defensivo, optando até por uma formação com três zagueiros, ou privilegiar o ataque, dando chance aos atacantes de ofício do grupo. Na chegada ao clube, que antecedeu a vitória sobre o Internacional por 2 a 1, o treinador adiantou o lateral Giovanni para atuar ao lado de Rafael Moura no setor ofensivo da equipe, que venceu graças aos gols do próprio Giovanni e do volante Juninho.

O Fluminense é um time jovem, que vem oscilando na competição. Talvez, seja a chance de o América ser mais ousado, conquistar a vitória e fechar o primeiro turno da competição com 24 pontos. Se isso acontecer, a equipe fechará a primeira metade do campeonato com quase 54% dos pontos de que necessita para se manter na divisão de elite do futebol nacional.

Terceiro Tempo

Quanto ao Cruzeiro, claramente, a diretoria e a comissão técnica optaram por priorizar a Copa do Brasil e a Copa Libertadores da América. Certamente, se estivesse com o time titular em todos os jogos do Campeonato Brasileiro, hoje, estaria bem mais à frente na tabela de classificação. O São Paulo não tem mais bola do que a Raposa para estar 13 pontos à frente, após quase um turno inteiro de disputa.

As escolhas da diretoria são facilmente compreendidas quando se analisa as competições de forma isolada: A Copa do Brasil vai pagar a maior premiação da história para o campeão: Quase R$ 63 milhões. Já a Copa Libertadores, embora pague premiação menor, é o sonho de consumo da torcida cruzeirense, até porquê será a porta de entrada para o clube participar do Mundial da Fifa, em dezembro, nos Emirados Árabes.

É praticamente impossível disputar de forma simultânea, três campeonatos e tentar ganhar todos. Além das questões técnicas, a parte física não suportaria um jogo decisivo a cada 72 horas. A diretoria acertou nesta decisão!

Campeonato Regional tem sequência com muitos gols e triunfos de visitantes

O Campeonato Regional de Futebol Amador, em sua 37ª edição, teve sequência no final de semana com os jogos da segunda rodada.

Foto: Divulgação Álvaro Vilaça

A grande expectativa do final de semana ficou por conta da estreia do Ideal, atual campeão e que folgou na rodada inaugural. Jogando sábado à tarde em Funilândia, diante do Lagoinha, o Galo da Gamela não passou de um empate em 0 x 0, resultado que mostrou o quanto a edição de 2018 será mais competitiva do que a anterior.

Em Prudente de Morais, no outro jogo da chave de Sete Lagoas, o Paraopeba venceu o time da casa, o América Prudentino, se recuperando da derrota na rodad inicial, em casa, frente ao Lagoinha. A outra equipe da Chave, o Paraíso de Araçai, ficou de folga.

Os outros resultados da segunda rodada foram os seguintes:
CAP 1 x 2 Abadia – Em martinho Campo
Kosmo 3 x 3 Bom Jesus de Curvelo – Em Pompeu
Vargem Grande de Papagaios 3 x 2 Avaí de Pompeu – Em Vargem Grande
Cristalinho 1 x 0 Ypiranga de Moema – Em Pompeu

A relação dos participantes é a seguinte:

Chave A (região de Sete Lagoas):
América de Prudente de Morais
Ideal
Lagoinha de Funilândia
Paraíso de Araçai
Paraopeba

Chave B:
Cap de Pompeu
Cristalino de Pompeu
Kosmos de Ibitira
Vargem Grande de Papagaios

Chave C:
Abadia de Martinho Campo
Avaí de Pompeu
Bom Jesus de Curvelo
Ipiranga de Moema

Para o próximo final de semana estão programados os jogos da terceira rodada. Desta vez, quem ficará de folga é o Lagoinha de Funilândia:

Sábado:
15:30 - Paraopeba x Paraíso– Paraopeba
15:30 – Ideal x América Prudentino – Sete Lagoas (Estádio Emílio de Vasconcelos Costa)
15:30 - Abadia x Kosmo–Martinho Campo
15:30 – Avaí x Cristalino – Pompeu

Domingo:
15:00 - Bom Jesus x CAP – Curvelo
15:30 – Ipiranga x Vargem Grande–Moema

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados