Menu

Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo / Santa Helena desbanca o River e conquista o tricampeonato da Copa Eldorado

Após a demissão do técnico Edson Abobrão e dos demais integrantes de sua comissão técnica, o novo treinador do Democrata, Thiago Henrique (Thiago Mancha), segue com os preparativos da equipe para a estreia no Campeonato Mineiro do Módulo II, dia 9 de fevereiro, contra o Uberaba no estádio Uberabão. Do plantel anterior, foram dispensados 16 atletas por deficiência técnica e agora a diretoria trabalha na busca de novas contratações, apesar das limitações orçamentárias. É possível que alguns jogadores que atuaram na Copa Eldorado sejam aproveitados. Além deles, jogadores mais experiente, acostumados com o Módulo II Estadual também devem chegar nos próximos dias. Tudo vai depender da disponibilidade de recursos no caixa do clube.

Dntre os destaques da equipe que ainda está em formação, estão o zagueiro Zezinho do Corinthians do Bairro Santa Luzia, Guilherme do River, Luquinha do Santa Helena, Erik do Feriado FC e Gustavo do CAP. O volante Valdecir , que teve passagem por várias equipes do Brasil, chegou a semana passada e foi contratado. O centroavante Dárcio, que estava atuando em Doha, no Quatar, também foi anunciado. Dentre os remanescentes, os principais destaques são o lateral esquerdo Ranieri, o volante Fabinho e o também volante Marcão, destaque do sub 20.

A diretoria sabe que corre contra o tempo, pois tem apenas até o dia 6 de fevereiro para inscrever jogadores. A comissão técnica do Democrata hoje é formada pelo treinador Thiago Mancha, o auxiliar Deivison Henrique (Tião) e o preparador físico João Paulo.

Embora ninguém confirme, pessoas ligadas ao clube dizem que a situação financeira é dramática e que as perspectivas não são as melhores para a temporada que está começando. A falta de parceiros, a mudança no comando técnico e a incerteza quanto aos pagamentos de atletas e funcionários dificultam a vinda de jogadores mais renomados e acostumados com esse tipo de competição.

O Democrata completa, em 2019, uma década de ausência na divisão de elite do futebol mineiro!

Santa Helena desbanca o River e conquista o tricampeonato da Copa Eldorado Boa Viagem Pneus Continental

A Copa Eldorado Boa Viagem Pneus continental foi encerrada no último sábado na Arena do Jacaré. Cerca de 5 mil torcedores estiveram presentes do estádio do Democrata e vibraram com a realização das duas partidas que marcaram o fim da competição, em sua edição 27. E a festa ficou por conta dos torcedores do bairro do Carmo e região, que foram ao delírio com o tricampeonato do Santa Helena / Point das Fábricas.

A caminhada do Santa Helena até conquistar o título da Copa Eldorado foi árdua e emocionante. Em alguns momentos, chegou a correr grande risco de eliminação.

Cinco anos depois de ter decidido e perdido uma final para o River, o Santa Helena deu o troco e conquistou o título da Copa Eldorado diante da equipe do Santa Luzia / Foto: DivulgaçãoCinco anos depois de ter decidido e perdido uma final para o River, o Santa Helena deu o troco e conquistou o título da Copa Eldorado diante da equipe do Santa Luzia / Foto: Divulgação

A equipe Santa Helena / Point das Fábricas conquistou a primeira vaga da grande final da Copa Eldorado Boa Viagem Pneus Continental. Encerrou a primeira fase do campeonato na 4ª colocação geral, com 6 pontos, tendo vencido 2 rodadas e perdido uma. Marcou 5 gols em seu favor e sofreu 3, encerrando a fase com saldo de 2 gols. Nas oitavas de final empatou em 0 x 0 com a equipe da AFP / Cooperlíder, avançando para as quartas de final após vitória por 4 x 2 nas penalidades. Chegou às semifinais superando o Industrial / Reitran com placar magro de 1 x 0. Na fase semifinal empatou pela segunda vez na competição, por 0 x 0, desta vez diante do o CAP, chegando à grande final, após superar o adversário por 3 x 2 nas penalidades e alcançando 61,1% de aproveitamento. O Santa Helena levantou a taça de campeão da Copa Eldorado por duas vezes, nas edições 1996 / 1997 e 2013 / 2014. Na grande final deste ano reeditou a decisão de 2015 / 2016 quando perdeu para o River, dando à edição atual um gostinho de revanche.

A disputa pela taça ouro foi bastante acirrada, NF Amigos / River e Santa Helena / Point das Fábricas entraram em campo com sede de vitória. A decisão não veio na etapa regulamentar. O primeiro gol da partida aconteceu aos 47 minutos do primeiro tempo, através do camisa 10 Biro Biro, a favor do River. Aos 15 minutos do segundo tempo, Luquinha (11) garantiu o empate através da cobrança de um pênalti, deixando a disputa mais emocionante e levando as torcidas a loucura na Arena do Jacaré. Após o empate no tempo normal, a decisão do título foi para os pênaltis, já que este ano o regulamento na previa prorrogação de 30 minutos após os 90 minutos regulamentares. O placar das penalidades ficou em 5 a 4 para o Santa Helena. Biro Biro, Luquinha, Guilherme e Valério, marcaram a favor do NF Amigos / River, enquanto Diogo, Pablo, Ozama, Gui Preto e João marcaram e garantiram a vitória do time do bairro do Carmo. O resultado deu ao Santa Helena o seu terceiro título da história da Copa Eldorado. A equipe participou de 20 edições.

O título rendeu uma premiação de R$ 4.000,00 para o Santa Helena. Pelo segundo lugar, o NF Amigos River faturou o prêmio de R$ 2.000,00.

Na preliminar, decidindo a terceira posição, numa partida muito acirrada brilharam os goleiros Leo do CAP e Richard do Corinthians / União Alvorada. Após algumas tentativas, o placar foi inaugurado aos 22 minutos do primeiro tempo com gol de Eustáquio (04), a favor do Corinthians / União Alvorada. Tentando reverter a situação, aos 28 minutos da etapa inicial, Rafael Amarelo (05), fez o gol de empate. Mas, buscando a reviravolta e garantia da vitória, Marcelo Pelé (20), desempatou e deu a vitória ao CAP, aos 16 minutos da etapa complementar.

O terceiro lugar deu ao CAP a premiação de R$ 1.000,00.

O campeonato deste ano mostrou uma média de gols abaixo das edições anteriores. Foram assinalados 116 gols em 46 jogos. A média final foi de 2,52 gols por partida.

Na teoria, Brasil terá grupo fácil na Copa América

A Conmebol sorteou os grupos da Copa América 2019, que será realizada entre junho e julho, no Brasil. A Seleção Brasileira, que já sabia que seria cabeça de chave do Grupo A, conheceu os seus adversários na primeira fase: Teoricamente, a Seleção Brasileira não deverá ter problemas para avançar na competição. Os adversários são modestos e de pouca tradição no torneio. O Peru, a Venezuela, e a Bolívia, com quem duelará na estreia do torneio no Morumbi, no dia 14 de junho, às 21h30.

A Seleção do técnico Tite fará o segundo jogo da fase de grupos contra a Venezuela, na Arena Fonte Nova, no dia 18, no mesmo horário, e fecha a primeira fase contra o Peru, na Arena Corinthians, no dia 22, às 16h. Caso classifique como líder do grupo, fará as quartas de final na Arena do Grêmio, no dia 27. Caso passe em segundo, entrará em campo no Maracanã, dia 28.

Confira a composição dos três grupos da Copa América:

GRUPO A: Brasil, Peru, Venezuela, Bolívia
GRUPO B: Argentina, Colômbia, Paraguai, Qatar
GRUPO C: Uruguai, Chile, Japão, Equador

Os 12 participantes foram divididos em três grupos. Os dois primeiros de cada chave, além dos dois melhores terceiros colocados, avançam às quartas de final.

Os ingressos para a Copa América já estão à venda. A segunda fase da venda de ingressos para a Copa América de 2019 no Brasil teve início no dia 25 deste mês. Os torcedores podem comprar os bilhetes através do site oficial da competição (copaamerica.com).

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados