Menu

Coluna / Álvaro Vilaça / Tempo Esportivo / Mineirão receberá jogos da Copa América

Mais um capítulo melancólico do futebol brasileiro foi registrado no Rio de Janeiro, domingo passado! O clássico entre Vasco x Fluminense, válido pela final da Taça Guanabara começou muito antes da bola rolar no Maracanã. Com a polêmica entre as duas equipes, com o setor sul do Maracanã como protagonista. A decisão começou com portões fechados, teve confusão generalizada do lado de fora e terminou com festa da torcida vascaína nas arquibancadas. Com gol de falta de Danilo Barcelos, a equipe de Alberto Valentim fez 1 a 0 e ficou com o título do primeiro turno do Campeonato Carioca.

BH recebe partidas da Copa América 2019/  Foto: Agência i7BH recebe partidas da Copa América 2019/ Foto: Agência i7

Embora o Fluminense alegasse que o lado Sul do estádio deveria ser reservado para os seus torcedores, o Vasco, como mandante, não aceitava ter que ocupar outro ponto do Maracanã. Após reuniões ao longo da semana passada sem consenso e anunciado o posicionamento de todos os envolvidos, a decisão estava tomada: A torcida do Vasco se posicionaria no Setor Sul, a do Fluminense ocuparia o Setor Norte e os outros setores seriam mistos.

Com menos de 24 horas para o início da partida, nova reviravolta no caso e os torcedores já não podiam comprar ingressos pela internet, devido ao Bepe (Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos) vetar a utilização de e-tickets, ou seja, o papel não seria aceito como comprovante. Por isso, as vendas online foram encerradas no sábado. A desinformação também contribuiu para aumentar o tumulto. No dia do jogo, horas antes do começo da final, em meio ao caos do lado de fora, a bola rolou com o Maracanã vazio. Num primeiro momento, a decisão da final com portões fechados foi mantida. Com muitos torcedores do lado de fora, a confusão se iniciou praticamente no mesmo momento que a bola rolou. Após muita correria, gás de pimenta e bombas de efeito moral, o desembargador de plantão liberou a entrada, já com 30 minutos de bola rolando.

Já presenciamos a total falta de diálogo e bom senso em Minas Gerais por diversas vezes. A cada clássico, os dirigentes de Atlético, Cruzeiro e América mostram-se menos dispostos a negociar, o que acirra cada vez mais a rivalidade. Tudo isso é lamentável. Mas, convenhamos, o que aconteceu no Rio de Janeiro, bate todos os recordes do que já se viu até hoje. Algo surreal, que mostra o quão o Brasil não consegue evoluir com as questões esportivas além das quatro linhas!

Com arbitragem polêmica, Democrata empata em casa pelo Módulo II

A segunda rodada do Campeonato Mineiro do Módulo II começou no sábado passado com três partidas. Somente um mandante conseguiu vencer no sábado. Os destaques ficaram por conta dos bons empates conquistados por Uberaba e Coimbra, que jogaram fora de seus domínios e que seguem invictos na competição que irá apontar dois times que estarão na primeira divisão de Minas Gerais em 2020.

Em Sete Lagoas, Democrata e Coimbra empataram em 0 a 0, num jogo que marcou a conquista do primeiro ponto a favor do Democrata no Módulo II. O tropeço em casa manteve o Democrata sem vitórias em 2019. Por outro lado, o Coimbra chegou aos quatro pontos ganhos e está dentro do G4, após as duas rodadas iniciais.

Os jogadores, comissão técnica e diretoria do Democrata deixaram o campo de jogo bastante insatisfeitos com a arbitragem. A exemplo do que ocorreu na primeira rodada, em Uberaba, quando o time perdeu por 1 x 0, mais um pênalti não foi marcado a favor da equipe alvirrubra. Além da penalidade não assinalada, outros erros, menos relevantes, também foram registrados ao longo do duelo. O Democrata volta a jogar em casa, no próximo sábado, às 16 horas. Desta vez o adversário será o Athletic de São João Del Rey.

Em Nova Serrana, o time da casa, Serranense, estreante na competição, conquistou uma grande vitória e assumiu a liderança da competição. O resultado final foi 3 x 0 diante do Athletic de São João Del Rey. Já em Teófilo Otoni, América e Uberaba empataram em 2 a 2. O Uberaba saiu na frente com Thiago Silvy, o América virou para 2 a 1, com dois gols de Gueguel e o Uberaba empatou na etapa complementar com gol de Felipe Caldeira. Com o resultado os dois times chegaram aos quatro pontos ganhos.

A segunda rodada será concluída nesta segunda-feira à noite com os jogos entre Ipatinga x Democrata-GV e Nacional de Muriaé e CAP de Uberlândia.

A terceira rodada tem os seguintes jogos agendados para o final de semana:

Sábado:

16h – Ipatinga x América-TO- Ipatinga
16h– Democrata x Athletic de São João Del Rey – Sete Lagoas
16h – CAP x Uberlândia – Uberlândia
18h – Uberaba x Nacional de Muriaé

Domingo:

15h – Coimbra x Serranense – Sete Lagoas

O jogo entre Democrata de Governador Valadares e Tricordiano, agendado para a próxima segunda-feira à noite em Valadares, não será realizado porque o Tricordiano abandonou a competição. Por isso, de acordo com o regulamento, o placar da partida a ser considerado será de 3 x 0 para o Democrata.

O Módulo II do Campeonato Mineiro apresenta uma grande novidade em 2019: Todos os jogos estão sendo transmitidos ao vivo, via streaming, com links disponibilizados no Facebook da FMF (Federação Mineira de Futebol).

Mineirão receberá cinco jogos da Copa América, incluindo uma semifinal

A organização da Copa América de 2019, no Brasil, oficializou os estádios que receberão as partidas do torneio. Os jogos serão em seis sedes, com o Morumbi como palco da abertura, em 14 de junho, e o Maracanã como sede de final, em 7 de julho. O Mineirão será palco de uma das semifinais, além de outros confrontos no torneio. As partidas também serão realizadas na Arena Grêmio, em Porto Alegre, na Fonte Nova, em Salvador, e no Allianz Parque, em São Paulo.

A programação de jogos na capital mineira é a seguinte:

Grupo A

22/6 – 16h – Bolívia x Venezuela – Mineirão/Belo Horizonte

Grupo B

19/6 – 21h30 – Argentina x Paraguai - Mineirão/Belo Horizonte

Grupo C

16/6 – 19h – Uruguai x Equador - Mineirão/Belo Horizonte

24/6 – 20h – Equador x Japão - Mineirão/Belo Horizonte

Semifinais

2/7 – 21h30 – V19 x V21 - Mineirão/Belo Horizonte

Cabeça de chave do Grupo A, o Brasil jogará a abertura da Copa América no Morumbi, no dia 14 de junho, às 21h30 (de Brasília). Na segunda rodada, irá a Salvador para atuar na Arena Fonte Nova, no dia 18, no mesmo horário. Por fim, entrará no gramado da Arena Corinthians, no dia 22, às 16h.

Caso avance em primeiro lugar, o Brasil jogará na Arena do Grêmio, em 27 de junho, às 21h30. Caso avance disputará a semifinal no Mineirão, em Belo Horizonte, dia 2 de julho, às 21h30. Já a grande final está confirmada para acontecer no Maracanã, em 7 de julho, às 17h.

Agora, se passar em segundo lugar, o Brasil já irá ao Maracanã nas quartas de final, no dia 28 de junho, às 16h.

Na história da Copa da América, o Uruguai venceu as duas primeiras edições, indicando desde o início uma tendência do campeonato: Até hoje, o Uruguai é o maior campeão da história do torneio, contando com 15 títulos, além de ter ficado seis vezes na segunda colocação.

Na sequência, vem a Argentina, com 14 conquistas, sendo a última delas em 1993. Curiosamente, esse é o último título da Argentina no futebol profissional. O jejum dos Hermanos já dura 26 anos.

O Brasil é o terceiro maior campeão da Copa América, contando com apenas oito títulos conquistados. A primeira vez que o Brasil foi campeão da Copa América longe de seus domínios foi em 1997 na Bolívia. A final contra os donos da casa foi inesquecível: quem não se lembra de quando o lendário técnico Zagallo disse a famosa frase “Vocês vão ter que me engolir”?

Uma grande curiosidade da Copa América fica por conta das seleções convidadas a se juntar aos 10 filiados à Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) para a disputa da competição desde a edição de 1993, disputada no Equador. Desde então, a seleção do México já participou de todas as edições e chegou até a final em duas oportunidades: perdendo para a Argentina em 1993 e para a Colômbia em 2001.

O segundo país mais convidado a participar da Copa América foi a Costa Rica, presente nas edições de 1997, 2001, 2004 e 2011, seguida dos Estados Unidos, que participaram em 1993, 1995 e 2007.

Para esta edição os países convidados são Catar e Japão.

Álvaro Vilaça é formado em Comunicação Social e Marketing, apresentador de TV, ex-narrador e ex-repórter esportivo da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, Diretor de Programação e Coordenador de Esportes da Rádio Eldorado e do Jornal Hoje Cidade. Também é o responsável pela coluna de Esportes do Jornal Notícia e é professor de Negociação, Compras e Marketing das Faculdades Promove de Sete Lagoas. Pós-Graduado em Administração e Marketing.

 




Publicidade
Publicidade

Links patrocinados